1 evento ao vivo

Banco do futuro: veja novidades que agilizam operações

7 dez 2012
08h14
atualizado às 09h02

Apesar dos serviços de internet banking serem cada vez mais populares, ainda tem muita gente que não deixou de ir às agências bancárias. Para propiciar um melhor serviço a esse público, bancos e empresas da área estão investindo em máquinas diferenciadas. Dentre as novidades, destacam-se terminais de autoatendimento (ATM) movidos a energia solar ou dotados de serviços como câmbio de moedas e depósitos sem envelope.

O ATM Verde é um caixa eletrônico movido a energia solar
O ATM Verde é um caixa eletrônico movido a energia solar
Foto: Divulgação



Produzido pela empresa brasileira Perto, o ATM Verde é um caixa eletrônico movido à energia solar. O painel é sustentado por uma espécie de pilar que fica conectado ao terminal. A tecnologia produz cerca de metade da energia necessária para se manter, sendo que o restante é oriundo de uma bateria recarregável. Podendo ser instalado em ambientes internos e externos, o equipamento começará a funcionar na Índia em 2013. Ainda não há previsão para lançamento no Brasil.



Já em termos de recursos, um dos destaques são os terminais que possibilitam a realização de diversas atividades de forma facilitada, a exemplo da Saque e Leve da GetNet. Dentre os recursos disponibilizados, destaca-se o depósito de dinheiro e cheques sem a necessidade de utilização de envelopes. Como os valores e a autenticidade das cédulas são verificados na hora, as notas são disponibilizadas imediatamente para saque. Diferentemente do que ocorre em equipamentos tradicionais, nos quais o dinheiro é armazenado em um compartilhamento à parte, para ser verificado posteriormente por funcionários.



Sete ATMs da marca foram implantados em outubro pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) nas cidades de Porto Alegre e São Leopoldo (RS). A rede tem previsão de instalação de pelo menos outras dez máquinas até o final do ano. Também é planejada, em até 90 dias, a disponibilização de outros serviços, como recarga pré-paga de celular, quitação de contas sem código de barras e agendamento de pagamentos. Um equipamento semelhante foi desenvolvido pela empresa Perto, que está negociando a implantação de 2 mil terminais com dois bancos brasileiros para o ano que vem. A instituição bancária chilena BCI (Banco de Créditos y Inversiones) já utiliza há caixas da companhia brasileira há quatro anos, totalizando atualmente 150 máquinas.



Terminais realizam câmbio e tem interface 3D

Outros exemplos de terminais de autoatendimento modernos são os que realizam câmbio. As empresas Confidence, Perto e Itautec já produzem máquinas com esse tipo de serviço. A primeira tem previsão de implantação de caixas no primeiro semestre de 2013, a outra está em fase de negociação com um banco nacional. Já a Itautec produz e fornece esse tipo de tecnologia desde 2002 para clientes internacionais, como os Estados Unidos e o México. As moedas que poderão ser trocadas ainda não foram definidas, mas as mais prováveis são o dólar, o iene e o euro. No entanto, segundo determinação do Conselho Monetário Nacional (CMN), a troca de dinheiro é limitada a US$ 3 mil.



A Itautec também desenvolveu um sistema que possibilita iniciar o processo do saque bancário antes de chegar ao ATM. Por meio de um aplicativo para dispositivo móvel, o usuário executa o procedimento padrão da operação enquanto está na fila, por exemplo. Depois, basta encostar o smartphone ou afim na interface do caixa e realizar uma identificação biométrica. Denominado de ATM Addatis Mobicash, a tecnologia já foi patenteada no Brasil, mas ainda não tem previsão de implantação. Além disso, a empresa paulista também desenvolveu um ATM com interface em terceira dimensão, o Adattis Touchless 3D Bidirecional. Visível a olho nu, o tipo de emissão de imagem não permite que uma pessoa que esteja ao lado do usuário identifique o que está sendo feito na máquina.

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
publicidade