1 evento ao vivo

Computador em forma de boneco japonês tem 3,3 m e custou R$ 42 mil

30 jan 2013
08h17
atualizado em 13/2/2013 às 19h23
  • separator
  • comentários

Quem caminha pela arena da Campus Party Brasil neste ano não tem nenhuma dificuldade de encontrar a área de casemods - gabinetes modificados - no Anhembi Parque. Isso porque um boneco de 3,3 metros de altura está parado bem na ponta da primeira bancada. Criação de Alexandre Ferreira, o Gundam é mais do que um boneco: tem hardware poderoso rodando por dentro.

Casemod gigante de Gundam é atração na área de gabinetes modificados da Campus Party
Casemod gigante de Gundam é atração na área de gabinetes modificados da Campus Party
Foto: Bruno Santos / Terra

Normalmente, para juntar as 38 peças do casemod, o campuseiro demora duas horas. Mas como ele não conseguia parar para só fazer isso, o trabalho levou quase dois dias na edição deste ano da maior festa geek do planeta. E para planejar e criar o computador foi preciso ainda mais tempo: doze meses.

Com placa GeForce GTX 680, dois processadores e uma placa mãe maior do que a normal, geralmente usada em servidores, o Gundam, além de mod, também é um robô: mexe a cabeça para os lados, para cima e para baixo. "Aqui na Campus não deu para ligar a parte da robótica porque preciso da escada e não consegui fazer isso no primeiro dia", explica Alexandre. A fonte que alimenta o robô é diferente da que alimenta o PC.

A armadura do robô-mod é feita com plástico líquido e paper hero, também chamado pepakura. "Eu desenho todas as partes, imprimo em papel, recorto, colo, e aí endureço com plástico líquido", detalha Alexandre. Para o Gundam foram mais de 1100 folhas de A4.

E quanto custa um computador assim? Em uma conta aproximada, ele calcula R$ 42 mil. Com patrocínio de uma fabricante de peças e de uma loja local, ele conseguiu montar o robô em um ano, mas o Homem de Ferro - o mod que foi o 1° lugar na Campus Party do ano passado - ele levou quase dois anos para ser feito, "até conseguir comprar as peças e montar". Hoje, o Homem de Ferro é o computador de uso diário de Alexandre.

"O Gundam é para exibir, porque ele tem um grande impacto visual", conta. Atualmente, o artista trabalha oito horas em uma empresa de informática e mais oito em casa fazendo mods. "As pessoas vêm aqui, ficam conhecendo meu trabalho e contratam", diz. A rotina é puxada, mas a família apoia porque tanto esforço tem um objetivo: Alexandre quer poder um dia trabalhar só criando casemods.

"Minha mãe (Iolanda Ferreira) me ajuda a fazer, quero um dia fazer só isso, com a ajuda dela e do meu filho", revela o campuseiro. O filho é o pequeno Rafael Nassari, de 5 anos, que já está inclusive aprendendo um pouco de robótica. "Estou ensinando o básico, de um jeito divertido, e ele já está pegando o gosto", comenta o pai, orgulhoso.

Aliás, é à infância que o Gundam de 3,3 metros remete. Alexandre começou no modding em 2002, e uma das inspirações foi um Gundam de 1,7 metro de altura feito no Japão - onde o personagem de desenhos infantis é muito famoso. "Passava no Brasil na Manchete, na década de 1970, então é uma homenagem dupla, a essa fase da minha infância, que foi tão divertida, e ao mod que um dia foi minha referência", finaliza.

Campus Party Brasil 2013
A sexta edição da Campus Party Brasil, uma das maiores festas de inovação, tecnologia e cultura digital do mundo, acontece entre 28 de janeiro e 3 de fevereiro no Anhembi Parque, em São Paulo. Na Arena do evento, 8 mil pessoas têm acesso à internet de alta velocidade e a mais de 500 horas de palestras, oficinas e workshops em 18 temáticas, que vão desde mídias sociais e empreendedorismo até robótica e biotecnologia. Cinco mil desses campuseiros passam a semana acampados no local.

A 6ª edição traz ao Brasil nomes como o astronauta Buzz Aldrin, um dos primeiros homens a pisar na Lua, e o fundador da Atari, Nolan Bushnell. Em sua sexta edição em São Paulo, a Campus Party também teve no ano passado a primeira edição em Recife (PE). O evento acontece ainda em países como Colômbia, Estados Unidos, México, Equador e Espanha, onde nasceu em 1997.

Nas edições brasileiras anteriores, o evento trouxe ao País nomes como Tim Berners-Lee, o criador da Web; Kevin Mitnick, um dos mais famosos hackers do mundo; Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos; Steve Wozniak, que fundou a Apple ao lado de Steve Jobs; e Kul Wadhwa, diretor-geral da fundação Wikimedia,que mantém a Wikipédia.

O Terra cobre o evento direto do Anhembi Parque e, além do canal especial Campus Party Brasil 2013, os internautas podem acompanhar as novidades pelo blog Direto da Campus. Para seguir a festa pelo Twitter, basta acompanhar a hashtag oficial do evento, #cpbr6.

 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade