0

iPhone 5 define sucesso da Apple e estilo de Tim Cook

22 set 2012
13h09
atualizado às 13h29

Tim Cook não é Steve Jobs quando se trata de liderar a Apple. Mas, como o lançamento do iPhone 5 acaba de provar, isso pode não ser algo ruim.

Nas lojas desde a última sexta-feira (21), o iPhone 5 já alcançou a marca de 5 milhões de unidades vendidas já no primeiro final de semana, esgotando seu estoque inicial. Pensando em todos os "cincos" que envolve o novo smartphone da Apple, o The Guardian listou os cinco melhores jogos que foram atualizados e otimizados para o aparelho. Confira!
Nas lojas desde a última sexta-feira (21), o iPhone 5 já alcançou a marca de 5 milhões de unidades vendidas já no primeiro final de semana, esgotando seu estoque inicial. Pensando em todos os "cincos" que envolve o novo smartphone da Apple, o The Guardian listou os cinco melhores jogos que foram atualizados e otimizados para o aparelho. Confira!
Foto: Divulgação

O novo aparelho, mais comprido, fino e leve, desencadeou uma corrida em Wall Street para elevar a meta de preço das ações da Apple, mas o otimismo não era resultado de um grande avanço tecnológico ou uma inovação no design; decididamente, o fator perplexidade, a marca comercial de Steve Jobs, estava ausente.

Em vez disso, foi a velocidade do lançamento mundial que surpreendeu, validando a tão propalada magia do novo CEO na tarefa essencial, mas sem glamour, de administrar uma rede de suprimentos. "Nós estamos positivamente surpresos com o ritmo do lançamento, já que esperávamos um grande impacto das restrições de fornecedores de componentes", disse o analista Ben Reitzes, do Barclays.

Até a próxima sexta-feira, o iPhone 5 estará em 31 países e, no fim do ano, em 100. Isso será 30% mais do que o lançamento do modelo anterior, o 4S, em período semelhante, calcula o analista Peter Misek, da Jeffries.

Esse resultado significa que a Apple superou as restrições de fornecedores de componentes e firmou acordos com 240 operadores. Nos próximos 10 dias terá iPhones suficientes no mercado para obter um efeito material nos ganhos.

"Suas habilidades se encaixam no período de tempo e no fluxo do produto", disse Raymond Miles, professor emérito da Haas School of Business, da Universidade da California-Berkeley, acrescentando que a Apple pode estar numa etapa em que precisará de "alguém com uma visão de produto".

O lançamento do iPhone aponta alguns outros indicadores sutis de como a Apple está mudando na gestão de Cook. Em eventos públicos, Jobs aparecia em sua camiseta preta de gola alta e fazia uma exposição cuidadosamente elaborada. No evento de apresentação do iPhone 5, Cook se misturou a um grupo de executivos, todos usando um jeans esportivo com uma camisa por fora da calça, num estilo casual.

Na realidade, seria possível dizer que, como marca de Cook, está emergindo um estilo prático, de pouca visibilidade, mas de ações com alto impacto. Ele introduziu um dividendo como parte dos mais de 100 bilhões de dólares de valor da marca, elevou os salários para uma força de trabalho tremendamente leal, mas mal paga nas lojas da Apple, e agilizou o lançamento de produtos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade