1 evento ao vivo

iPhone 5 é mais fácil de consertar que iPhone 4S, diz site

21 set 2012
11h14
atualizado às 12h15

O iPhone 5 recém chegou às prateleiras, mas a equipe do iFixit, site especialista em conserto de equipamentos, não perdeu tempo e já abriu um dos novos smartphones da Apple. De acordo com o Mashable, a avaliação técnica foi de que o iPhone 5 é mais fácil de consertar do que o iPhone 4S.

A conclusão veio da análise da equipe do iFixit, que já desmontou o novo iPhone
A conclusão veio da análise da equipe do iFixit, que já desmontou o novo iPhone
Foto: Reuters

Tanto a bateria do aparelho, quanto o vidro e o display são peças facilmente destacáveis, o que já é uma vantagem em relação ao modelo anterior. Porém, o vidro frontal e a tela LCD são um componente único, o que aumenta o custo de reparos.

De qualquer forma, o iFixit diz que está mais fácil de consertar o iPhone em caso de rachaduras na tela, um dos acidentes mais recorrentes entre os usuários do aparelho.

Segundo a agência Reuters, Luke Soules, fundador da iFixit, passou a noite na fila de uma loja local para comprar o smartphone. Ele se manteve acordado bebendo energético e depois de comprar o aparelho correu para uma oficina de conserto de Macs equipada com o equipamento necessário para começar a dissecar o iPhone 5, processo que pode levar horas.

Soules descobriu que o dispositivo usa chips da Qualcomm, Avago Technologies e Skyworks Solutions. Outras empresas que fornecem componentes para o novo iPhone são a SK Hynix - fabricante de chips de memória DRAM e flash - e a Triquint Semiconductor, que produz chips de radiofrequência.

O iPhone 5 inclui um chip de áudio da Cirrus Logic. Antes do lançamento, circulavam rumores de que a Apple trocaria a tecnologia da Audience pela da Cirrus no iPhone.

O celular também conta com um giroscópio - que determina a orientação do aparelho - da STMicroelectronics e com chips controladores da PMC-Sierra e Broadcom.

A Apple não revela que empresas fabricam os componentes do smartphone. Informações de que determinada fabricante fornecerá ou não componente à Apple podem causar grande oscilação nos preços de ações.

No começo do mês, as ações da Audience caíram em 63% depois que ela anunciou que a Apple deixaria de usar sua tecnologia de filtragem de ruídos. As ações da Cirrus dispararam no fim de julho depois que esta previu alta de 70% na receita trimestral.

Fonte: Terra
publicidade