0

Amazon diz que venda de e-books supera livros de papel

19 mai 2011
14h40
atualizado às 15h26

Desde 1º de abril, a cada 100 livros impressos vendidos, a Amazon.com vende, 105 títulos para o Kindle, seu leitor de e-books, nos Estados Unidos. A informação foi divulgada nesta quinta-feira pela rede varejista online. A estatística exclui downloads gratuitos.

Venda de livros para o leitor eletrônico da Amazon já supera as vendas de livros de papel
Venda de livros para o leitor eletrônico da Amazon já supera as vendas de livros de papel
Foto: AFP

Além disso, a Amazon.com - que começou como livraria online em 1995 - diz que vendeu três vezes mais livros para o Kindle em 2011 do que no mesmo período de 2010. O Kindle foi lançado em 2007 e, segundo a Amazon, a venda de livros de capa dura havia sido ultrapassada em julho de 2010 pelos títulos eletrônicos, mas seis meses depois os livros de capa mole ("paperback") se tornaram o formato mais popular à venda.

Agora, diz a Amazon, a venda de títulos para o Kindle supera as vendas de todos os livros impressos (capa dura e paperback) combinados, e a conta não inclui os livros gratuitos oferecidos para o Kindle. Na loja do Reino Unido, a Amazon diz que a compra de títulos para o Kindle está na proporção de "mais de 2″ para um livro de capa dura.

No mês passado, a Amazon lançou um novo Kindle por US$ 114, US$ 25 mais barato. A nova versão do aparelho exibe publicidade e está superando as vendas de outras versões.

O Kindle compete em vendas de livros digitais com o Nook, da Barnes & Noble e o iPad, da Apple. O Kindle foi lançado em 2007 e é até agora o aparelho feito especificamente para a leitura de livros que obteve as melhores vendas.

A Barnes & Noble organizará um evento na terça-feira da semana que vem em Nova York para apresentar seu novo leitor eletrônico. No mês passado, a Barnes & Noble revelou melhorias feitas em seu Nook Color.

Com informações da Reuters.

Fonte: Zumo Notícias

compartilhe

publicidade