1 evento ao vivo

Avião-robô solar poderá voar sem pousar por até cinco anos

20 set 2010
17h25
atualizado às 18h20

A Boeing está desenvolvendo uma aeronave movida a energia solar que será capaz de voar ininterruptamente por cinco anos e deve ser utilizada em missões militares dos Estados Unidos.

Imagem artística mostra o Solar Eagle, que será apresentado em 2014
Imagem artística mostra o Solar Eagle, que será apresentado em 2014
Foto: Imagem Boeing / Divulgação

A Boeing assinou no último dia 14 com a Darpa - Defense Advanced Research Projects Agency, a agência norte-americana de pesquisas em defesa, para desenvolver uma aeronave não tripulada SolarEagle, a ser apresentada na demonstração Vulture II, em 2014.

Pat O'Neil, gerente do programa Boeing Phantom Works - braço da empresa para pesquisa e desenvolvimento, descreve a SolarEagle como "uma aeronave de configuração única, não tripulada, desenvolvida para, eventualmente, permanecer em altitudes estratosféricas por até cinco anos".

O'Neil continua, dizendo que a empresa tem um sistema de energia solar bem desenvolvido, capaz de atingir este objetivo, possibilitando missões persistentes de reconhecimento, inteligência, monitoramento e comunicação, em altitudes superiores a 18 mil m.

As placas solares produzirão energia que será utilizada durante o dia e terá uma parte armazenada para a noite. A aeronave terá motores elétricos bastante eficientes e asas de 120 m para aumentar a área de captação de luz solar. Durante o período de testes, a SolarEagle ficará voando por 30 dias.

A Boeing desenvolve mais projetos no campo de energias renováveis, como a outra aeronave solar, a Phantom Ray, além da Phantom Eye, adaptada para grandes altitudes e longo tempo de autonomia. A Phantom Eye será movida a hidrogênio e espera-se que seja capaz de ficar no céu por até quatro dias. Ambas devem realizar seu voo inaugural em 2011.

Geek
publicidade