0

Fábrica da Apple proíbe funcionários de cometerem suicídio

7 mai 2011
12h26
  • separator

A fábrica da Apple na China, a Foxconn, obrigou os funcionários da empresa a assinarem um acordo em que eles prometem que não vão cometer suicídio enquanto trabalharem e morarem nas instalações da Foxconn.

Segundo o site Huffington Post, o acordo ainda esclarece que, ainda assim, caso algum funcionário cometa suicídio, a empresa não poderá indenizar a família mais do que a lei regula como sendo necessário e estabalece que as famílias das vítimas não devem pedir judicialmente por mais do que as leis exigem.

Outro ponto polêmico do acordo permite que a Foxconn encaminhe para hospitais funcionários que apresentarem "problemas anormais físicos ou mentais". O site afirma que fontes afirmaram que esta é uma maneira da empresa institucionalizá-los e tirar da Foxconn a responsabilidade pelas condições de trabalho e de moradia destes funcionários, e das consequentes reações a esta situação.

A fábrica da Apple na China ficou famosa, em 2010, depois de uma série de suicídios de funcionários no local - o que obrigou a direção da empresa a colocar redes de segurança a uma altura de cerca de 3m do chão caso alguém decidisse se jogar dos andares superiores.

Fabricante do iPad proíbe funcionários de se suicidarem
Fonte: Terra
publicidade