13 eventos ao vivo

iPhone nacional mantém preço e governo diz que não pode fazer nada

29 fev 2012
09h25

Desde novembro, a Foxconn, montadora de aparelhos móveis da Apple, tem autorização para produzir iPhones no Brasil com incentivos fiscais. Mas, mesmo tendo o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido de 15% para 3%, com a inclusão do smartphone no Processo Produtivo Básico (PPB), o iPhone 4 ainda não teve o preço reduzido: e o governo diz que não há perspectiva de que isso aconteça. Segundo o jornal O Globo, o secretário de Política de Informática do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Virgílio Almeida, a contrapartida da empresa é de investimento de 4% do lucro líquido em pesquisa e desenvolvimento, mas não há obrigação de redução de preço final ao consumidor. O iPhone 4 de 8GB fabricado no Brasil teria preços de até R$ 1.799, segundo o jornal.

O primeiro iPhone, criado em 1983, possui um visual bastante diferente do smartphone que se tornou um sucesso de vendas mundial
O primeiro iPhone, criado em 1983, possui um visual bastante diferente do smartphone que se tornou um sucesso de vendas mundial
Foto: Reprodução / TecMundo

Para Almeida, os preços do smartphone ainda estão altos porque a produção recém iniciou, e devem apresentar queda nos próximos meses, também devido à chegada de mais aparelhos concorrentes no mercado. Segundo O Globo, o secretário do MCTI indicou a chegada dos primeiros iPhones brasileiros às lojas um pouco antes do Natal, a R$ 1,6 mil. Mas mais importante do que o preço que o consumidor pagará pelos dispositivos - a Foxconn ganhou incentivo, em janeiro, para fabricar o iPad no País -, de acordo com Almeira o benefício concedido trará como principal consequência positiva a criação de cerca de 1,3 mil empregos qualificados, e permitirá absorção de tecnologia pelo Brasil.

Fonte: Terra
publicidade