0

Jogo Super Mário ajuda a entender a evolução humana

23 nov 2010
15h25
atualizado em 8/12/2010 às 16h55

E se personagens de videogames evoluíssem como seres vivos, sobrevivendo e se reproduzindo somente os que sabem "jogar" melhor? A reposta está no projeto "The Mario Genome" (O genoma do Mário), em que vários "espécimes" de Mário tentam passar sozinhos de uma fase, sem qualquer comando do usuário. Para isso, os controles de cada Mário são definidos por computador e "evoluem" usando um algoritmo genético, que reproduz a mesma lógica proposta por Darwin para a seleção natural.

Com algoritmo genético, "The Mario Genome" pode ajudar a entender os princípios da evolução das espécies
Com algoritmo genético, "The Mario Genome" pode ajudar a entender os princípios da evolução das espécies
Foto: Geek / Reprodução

O desafio do Mário é passar de uma fase simples e curta, mas com algumas alternativas de trajeto - a mais difícil de acertar é também a mais rápida, assim como a mais fácil é extremamente demorada. Para chegar ao final da fase cada Mário é programado com um "DNA" que diz que movimentos ele deve fazer, gerando um "genoma" para o personagem do videogame.

No início da simulação, 1.000 Mários iniciam o jogo, se movendo aleatoriamente pela tela. Os 500 com pior resultado são extintos e os 500 restantes se reproduzem para ocupar as vagas, repassando seus genes (os comandos programados) com pequenas variações aleatórias. Então, o processo de seleção e reprodução se repete sucessivamente para cada nova população, de maneira análoga à evolução das espécies na natureza.

Os resultados da simulação foram publicados pelo programador Oddball: depois de 19 35 gerações os Mários já conseguiam terminar a fase sozinhos. Para conseguir o menor tempo matematicamente possível, foram necessárias 7705 iterações do algoritmo. O resultado final é o genoma do Mário: um banco de dados de "DNA" que melhor se adaptaram ao desafio de passar da fase.

Detalhes da simulação e o algoritmo completo para reproduzir a experiência no seu Windows ou Mac estão disponíveis em http://j.mp/epnaw2. Para quem se interessou por algoritmos genéticos, Oddball recomenda um link (http://j.mp/h3gsna) que mostra a evolução de um pintura até chegar à Mona Lisa.

Geek
publicidade