PUBLICIDADE

Tablet PC ecológico tem moldura de madeira e é 98% reciclável

8 ago 2012 16h31
| atualizado às 16h35
Publicidade

O tablet PC desenvolvido pela empresa irlandesa MicroPro em parceria com o Fraunhofer Institute for Reliability and Microintegration IZM, da Alemanha, vem emoldurado em uma estrutura de madeira e foi projetado para reduzir impactos ambientais causados por aparelhos semelhantes.

Dispositivo vem com uma moldura de madeira e emite até 70% menos carbono que um PC desktop comum
Dispositivo vem com uma moldura de madeira e emite até 70% menos carbono que um PC desktop comum
Foto: MicroPro / Divulgação

O equipamento foi batizado de "iameco" (uma alusão à frase "I am Eco" - "Eu sou Ecológico", em português) e, segundo o cientista Alexander Schlösser, do instituto IZM, foi desenvolvido para ter baixo consumo de energia durante todo o ciclo de sua vida útil. "Começa em sua produção e vai até a fase de reciclagem", diz Schlösser sobre a proposta sustentável do dispositivo.

O "iameco" tem uma emissão de carbono até 70% menor do que um PC desktop durante sua vida útil, e 98% de seus componentes podem ser reciclados imediatamente - enquanto o correspondente em computadores comuns é de 20%.

Para evitar que o processador superaqueça, o tablet PC ecológico usa dissipadores de calor ao invés do tradicional sistema de ventilação, que consome mais energia. Os dissipadores convertem o calor em mais energia para o funcionamento do aparelho, e são mais silenciosos do que os ventiladores encontrados em outros dispositivos.

A tela do "iameco" é iluminada com LED, o que aumenta em 30% a 40% a eficiência em energia. A performance do aparelho também pode ser melhorada por seus usuários - como expandir a memória, por exemplo, já que seu design modular proporciona uma manutenção mais acessível.

Os criadores do projeto dizem que em uma próxima etapa a modularidade do dispositivo será ampliada, de modo que após alguns anos de uso, a mesma máquina possa ser equipada com uma "nova vida interna" pelo usuário - sem a necessidade de trocar o equipamento inteiro.

A equipe que desenvolveu o "iameco", máquina que ganhou o selo de sustentabilidade da União Europeia, o EU Ecolabel, já está trabalhando em notebook ecológico, também envolvido em uma estrutura de madeira.

Fonte: Terra
Publicidade