1 evento ao vivo

Fundador da McAfee relata em blog fuga da polícia em Belize

19 nov 2012
09h39

O programador e fundador da fabricante de antivírus McAfee, John McAfee, procurado pela polícia de Belize suspeito de matar o seu vizinho, começou a atualizar um blog enquanto foge das autoridades locais. No site Who Is McAfee? ("Quem é McAfee?", na tradução para o português), o milionário critica a cobertura da imprensa internacional sobre o caso, diz ser perseguido pelo governo do pequeno país da América Central e relata seus disfarces e seus dias como fugitivo da polícia.

Fundador da empresa de segurança digital que leva seu nome, McAfee acredita que será torturado para confessar o crime
Fundador da empresa de segurança digital que leva seu nome, McAfee acredita que será torturado para confessar o crime
Foto: Reuters

"Com muito tempo em minhas mãos e muito pouco para fazer com isso, eu tenho refletido sobre o recente desvio que minha vida tomou. Como eu acabei me tornando um suspeito de assassinato em fuga?", escreveu o milionário no blog, cuja veracidade foi confirmada à rede americana CBS por um amigo que o ajudou a criá-lo. "A imprensa internacional certamente não ajudou. De forma autônoma e em serviço próprio, a imprensa fez o que faz melhor - sensacionalismo", postou, afirmando que tanto a acusação de homicídio como a vida que leva em Belize estão sendo deturpados.

Ele criticou perfis escritos pelo sites Gizmodo e Fast Company pela revista de tecnologia Wired, que publicou uma foto sua sem camisa e segurando uma espingarda. Segundo ele, há cinco meses a Wired o procurou para escrever uma história sobre ele em profundidade. "Eu deveria ter suspeitado quando o fotógrafo apareceu perto do final do processo há duas semanas e me pediu para tirar a camisa e segurar uma espingarda. Isso não é algo que eu normalmente faço - eu quero dizer, andar seminu em torno de minha propriedade segurando uma espingarda", escreveu.

O empresário é o principal suspeito de assassinar o expatriado americano Gregory Faull, seu vizinho, que morreu após levar um tiro na cabeça no dia 10 de novembro. Moradores da área não identificados afirmaram que Faull e Mcafee tiveram divergências nos últimos meses, a última delas por causa dos mais de 10 cachorros que o milionário tem na residência. Os vizinhos também afirmaram que Mcafee tinha um comportamento cada vez mais imprevisível e que permanecia afastado da comunidade de expatriados em Belize.

Mcafee vendeu a empresa que fundou em 2010 por US$ 7,68 bilhões para a Intel e não tem mais participação na companhia. Ele criou a fabricante de antivírus em 1980. Em abril deste ano, ele teve sua casa em Belize invadida por policiais, que encontraram um laboratório de química, US$ 20 mil e um estoque de armas de fogo.

Fonte: Terra
publicidade