0

Galaxy garante lucro operacional recorde de US$8,3 bi à Samsung

8 jan 2013
10h37
atualizado às 11h43
  • separator
  • comentários

A Samsung Electronics, líder mundial em celulares e chips de memória, informou nesta terça-feira que teve lucro operacional de US$ 8,3 bilhões no último trimestre, tendo vendido 500 aparelhos por minuto e com a demanda em alta pelas telas que produz para dispositivos móveis, incluindo aqueles para produtos da rival Apple.

Samsung Eletronics registra lucro operacional de US$ 8,3 bilhões de dólares no trimestre entre outubro e dezembro de 2012
Samsung Eletronics registra lucro operacional de US$ 8,3 bilhões de dólares no trimestre entre outubro e dezembro de 2012
Foto: Rick Wilking / Reuters

A sequência de cinco trimestres de lucro recorde pode terminar no período de janeiro a março, tradicionalmente de demanda mais fraca, ainda que a forte linha de smartphones da empresa --principal fonte de ganhos do grupo sul-coreano-- e o aumento de preços de chips tenham reduzido temores de que o ciclo de crescimento do lucro poderia desacelerar neste ano.

Na semana passada, a ação da Samsung subiu para o maior patamar da história. O papel fechou em queda de 1,3% nesta terça-feira, enquanto o principal índice do mercado acionário de Seul recuou 0,7%.

"Investidores estão um pouco preocupados de que a Samsung possa desacelerar no primeiro semestre. É improvável que o mercado de smartphones sustente o forte crescimento, com mercados desenvolvidos chegando perto da saturação e apesar da expansão em países emergentes", disse o gestor de recursos Kim Sung-soo, da LS Asset Management.

A Samsung superou a Apple --sua maior rival e, ao mesmo tempo, principal cliente--, mesmo com o lançamento do iPhone 5 pela empresa norte-americana. O ápice de vendas do Galaxy Note II, um celular quase tablet, ou "phablet", ocorreu no quarto trimestre. As vendas do iPhone 5 ficaram um pouco abaixo das expectativas, segundo analistas.

Segundo a Samsung, seu lucro operacional para o período de outubro a dezembro saltou 89%, para 8,8 trilhões de won, na comparação anual, levemente acima da previsão média de 8,7 trilhões de won, segundo 16 analistas consultados pela Reuters. Isso representa alta de 8,6% sobre o recorde anterior, de 8,1 trilhões de won de julho a setembro.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade