2 eventos ao vivo

ARM lança ferramenta para programar Linux em seus chips

3 jan 2011
13h31

A ARM anunciou um ambiente de desenvolvimento epecialmente feito para programar sistemas GNU/Linux que rodem em seus processadores. O ARM Development Studio 5 (ARM DS-5) visa diretamente a programação de Linux, em especial o Android, nos processadores que atualmente monopolizam o mercado de celulares, tablets e demais dispositivos móveis.

O principal uso desta ferramenta não deve ser em aplicativos como os do Android Market e similares, mas sim em software mais básico do sistema, como o próprio kernel do Linux e nos drivers. Para isto, ela permite o acompanhamento detalhado das diferentes threads e dos módulos ativos no sistema operacional, facilitando a vida d e quem programa para ARM.

Como a ARM não fabrica processadores, mas somente vende projetos básicos que outras empresas adquirem para construir suas próprias versões, a ferramenta vem com suporte a modelos específicos de várias empresas, como a Texas Instruments, Freescale (subsidiária da Motorola) e Marvell. Ausência notável é a nVidia, cujo modelo Tegra tem sido recebido com entusiamo por empresas que produzem tablets e netbooks. Isto não impede o uso do programa nos desenvolvedores Tegra, mas ajustes específicos para o chip terão que ser feitos pelo programador, em vez de virem prontos de fábrica.

O DS-5 está disponível para Windows e GNU/Linux, e uma versão gratuita de testes pode ser baixada pelo atalho bit.ly/empH60. Os preços estão disponíveis somente por cotação direto com o fornecedor, que pode ser feita pelo site.

Geek

compartilhe

publicidade