0

Asas de borboleta podem inspirar design high-tech mais resistente

hi-tech

8 nov 2012
16h48

Observando uma borboleta comum na América do Sul, pesquisadores dos Estados Unidos descobriram em suas asas detalhes sobre a estrutura microscópica que podem melhorar uma grande variedade de produtos tecnológicos. Os cientistas, por exemplo, conseguiram remover 85% da poeira de uma superfície de plástico revestido que reproduzia a textura da asa da borboleta - contra apenas 70% de remoção em uma superfície lisa.

Textura da superfície de asa da borboleta é resistente a sujeira e pode influenciar novos produtos
Textura da superfície de asa da borboleta é resistente a sujeira e pode influenciar novos produtos
Foto: Jo McCulty/Universidade do Estado de Ohio / Divulgação

Engenheiros da Universidade do Estado de Ohio divulgaram os resultados dos estudos na revista científica Soft Matter. Segundo eles, tal textura aumenta o fluxo de líquidos e evita que as superfícies fiquem sujas - características que poderiam ser reproduzidas em dispositivos de alta tecnologia para aeronaves e embarcações, dutos e equipamentos médicos, entre outros.

A natureza evoluiu muitas superfícies de maneira a torná-las autolimpantes ou capazes de reduzir o atrito", disse o professor Bharat Bhushan. "Essa redução da resistência é desejável para a indústria, tanto se você está tentando mover algumas gotas de sangue através de um pequeno canal ou milhões de galões de petróleo bruto através de um oleoduto. E superfícies autolimpantes seriam úteis para equipamentos médicos - catéteres, ou qualquer objeto que possa abrigar bactérias."

A borboleta azul da espécie Morpho didius serviu de inspiração para os cientistas, que compararam sua capacidade de repelir sujeira e água a réplicas de escamas de peixe, pele de tubarão e superfícies planas simples. O inseto é encontrado em áreas das Américas do Sul e Central, muito admirada por sua cor azul brilhante e asas iridescentes. Além da beleza, a borboleta possui a habilidade de se limpar apenas com uma batida de asas.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade