1 evento ao vivo

Computador piadista é acusado de preconceito de gênero

7 ago 2013
11h52
atualizado às 12h00
  • separator
  • comentários

Cientistas da Universidade de Edimburgo, no Reino Unido, criaram um computador capaz de contar piadas de uma frase. Mas a máquina está sendo acusada de sexismo por criar sentenças como "gosto das minhas mulheres como do meu gás... natural" e "gosto dos meus homens como das minhas nozes... enterrados". As informações são do Daily Mail.

<p><strong>Museu Canadense da Civiliza&ccedil;&atilde;o</strong><br />Aplicativo mostra aos usu&aacute;rios detalhes das exposi&ccedil;&otilde;es, com foco, na forma&ccedil;&atilde;o dos nossos ancestrais</p><p>iPhone or Android<br />Gratuito</p>
Museu Canadense da CivilizaçãoAplicativo mostra aos usuários detalhes das exposições, com foco, na formação dos nossos ancestraisiPhone or AndroidGratuito
Foto: Divulgação

O software do computador é programado para criar frases encontrando "pares improváveis de palavras e fazendo uma conexão entre eles". O programa é baseado em comediantes como Tommy Cooper, Les Dawson, Tim Vine e Stewart Francis, famosos no gênero das piadas de uma frase.

Segundo o The Telegraph, citado pelo Daily Mail, a maioria das piadas criadas pelo computador comparam homens ou mulheres a objetos. Ao primeiro jornal, o cientista de computação David Matthews, um dos responsáveis pela máquina piadista, afirmou que voluntários riram das piadas criadas pelo PC.

O programador acrescentou que o software ainda precisa "desenvolver sensibilidade cultural" para melhorar as piadas. "Computadores têm uma vantagem sobre as pessoas por conseguirem processar grandes quantidades de informações, então alimentamos os computadores com um rico material de onde eles tiraram combinações criativas e atípicas de palavras para encaixar no nosso template de piadas", explicou Matthews.

Veja algumas piadas do computador 'engraçadinho':
Gosto das minhas mulheres como do meu gás... natural.
Gosto dos meus homens como das minhas nozes... enterrados
Gosto dos meus garotos como meus setores... maus.
Gosto dos meus homens como do meu monóxido... sem cheiro.
Gosto dos meus homens como da minha corte... superior.
Gosto do meu café como da minha guerra... fria.
Gosto dos meus relacionamentos como dos meus códigos-fonte... abertos.
Gosto do meu peixe como do meu texto... cru.
Gosto do meu negócio como do meu peixe... pequeno.

O trabalho de Matthews com o PC piadista será apresentado na conferência da Associação de Linguística Computacional, na Bulgária.

 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade