0

"Cristais de memória do Superman" armazenam até 360TB por 1 milhão de anos

11 nov 2013
14h09
atualizado às 14h19
  • separator
  • comentários

<p>Dados guardados no cristal poderiam durar até 1 milhão de anos</p>
Dados guardados no cristal poderiam durar até 1 milhão de anos
Foto: Divulgação
Uma equipe de cientistas da Universidade de Southampton, da Inglaterra, criou um cristal capaz de armazenar informações digitais em cinco dimensões — as três dimensões do espaço e duas dimensões extras das nanoestruturas — e com possibilidade de atingir 360TB de dados guardados (o equivalente a cerca de meio milhão de CDs convencionais) por até 1 milhão de anos, de acordo com cientistas.

Os pesquisadores utilizaram nanoestrutura de vidro para demonstrar os processos de gravação e recuperação de dados digitais através de laser Femtosecond (tipo de laser que opera com pulsos extremamente rápidos). Os dados são gravados por meio de nanoestruturas auto-montadas criadas em quartzo fundido.

<p>Super-Homem usava cristais para armazenar dados sobre seus pais, sua história</p>
Super-Homem usava cristais para armazenar dados sobre seus pais, sua história
Foto: Reprodução
Chamado carinhosamente de "cristal de memória do Superman” (a tecnologia lembra os cristais de memória do filme do Super-Homem), que o herói usava para armazenar arquivos de dados de seus pais.

O professor Pete Kazansky, supervisor da equipe que desenvolveu a tecnologia, explica que é “emocionante pensar que foi criado o primeiro ‘documento’ capaz de sobreviver à raça humana”. Segundo ele, “esta tecnologia pode armazenar as últimas evidências da civilização: tudo o que foi aprendido não será esquecido”.

Com informações do CNET, Independent e RT.com

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade