0

Estudo: Brasil deve promover a criação de softwares locais

28 nov 2012
20h27

Há espaço para os países em desenvolvimento tirarem maior proveito do seu potencial em tecnologias de informação e comunicação, além de serviços relacionados, aponta um estudo divulgado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) nesta quarta-feira. Os dados fazem parte do Relatório da Economia da Informação 2012, da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), sobre a indústria de software nos países em desenvolvimento. O Brasil se encaixa entre os países onde o software é importante para a economia, segundo a pesquisa.

A produção e o desenvolvimento de softwares podem contribuir para a transformação estrutural das economias, e podem impulsionar o aprendizado, inovação e a criação de empregos, especialmente para a juventude qualificada, aponta o relatório. Em países como o Brasil, os gastos internos com software são altos, mas as exportações são baixas - quadro que indica espaço para o aumento das exportações de software. Alcançar os países líderes nesse segmento requer adoção significativa de produtos desenvolvidos no exterior - antes de poder progredir para atividades de maior valor.

O documento pode ser acessado na íntegra no site da UNCTAD.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade