0

Nasa usa impressão 3D para criar próxima geração de foguetes

12 nov 2012
10h53
atualizado às 11h06

A Nasa (agência espacial americana) está testando um método chamado de Fusão Seletiva a Laser (SLM, na sigla em inglês) para criar peças de metal que equiparão sua nova geração de foguetes. O método é semelhante à impressão 3D - que é capaz de reproduzir em plástico modelos desenhados em um computador - e deve ajudar a Nasa a economizar milhões de dólares em custos de fabricação.

Máquina pega metal em pó e usa um laser de alta energia para derretê-lo em um padrão projetado
Máquina pega metal em pó e usa um laser de alta energia para derretê-lo em um padrão projetado
Foto: Nasa / Reprodução

Infográfico: Como funciona uma impressora 3D? Veja passo a passo e conheça modelos

"Basicamente, essa máquina pega metal em pó e usa um laser de alta energia para derretê-lo em um padrão projetado", explica em nota o líder da equipe de produção do Marshall Center, Ken Cooper. "O laser usa camadas de poeira derretida para fundir qualquer parte que precisamos a partir do zero, criando desenhos complexos. O processo fabrica peças com geometrias complicadas e propriedades mecânicas precisas a partir de um desenho tridimensional criado em computador", afirma.

Segundo a Nasa, este processo traz mais economia e segurança na construção da nova geração de foguetes. "Esse processo reduz significativamente o tempo de produção necessária para produzir peças, de meses para semanas ou até mesmo dias, em alguns casos", afirma Andy Hardin, chefe de hardware do Space Launch System (SLS), o novo sistema de lançamento espacial da Nasa destinado a lançar astronautas e equipamentos além da órbita da Terra. Além disso, o sistema resulta em veículos mais seguros, já que não usa um sistema de solda.

Algumas das peças já serão testadas até o fim deste ano. o objetivo é usar a técnica para fabricação de peças no primeiro voo de teste da SLS em 2017.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade