0

Negociações para compra da Dell estão perto da conclusão

4 fev 2013
17h43
atualizado às 19h33
  • separator
  • 0
  • comentários

A Dell está mais perto de um acordo de fechamento de capital de quase US$24 bilhões, com a faixa de preço discutida estreitando para entre US$ 13,50 e US$ 13,75 por ação, no que seria a maior compra alavancada desde a crise financeira.

As discussões entre a Dell e um consórcio liderado por seu fundador e presidente-executivo, Michael Dell, para fechar o capital da companhia estavam em fase final nesta segunda-feira, de acordo com uma fonte a par do assunto.

A conclusão é esperada em breve, disse a fonte, alertando que um acordo final ainda não foi elaborado e as negociações ainda podem cair por terra. A ação da Dell caía 2,45% para US$13,29 às 17h31, no horário de Brasília. 

A Microsoft, que fornece seu software Windows para computadores da Dell e também é parte do consórcio de investimentos, deve investir cerca de US$ 2 bilhões na operação, enquanto a companhia de private equity Silver Lake deve entrar com por volta de US$ 1 bilhão, disse a fonte.

Michael Dell deve usar sua fatia de aproximadamente 16% na companhia e seus próprios recursos para ter controle da companhia, acrescentou a fonte. A Dell e a Silver Lake se recusaram a comentar e a Microsoft não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A faixa de US$ 13,50 a US$ 13,75 por ação que é atualmente discutida equivale a valor total de entre US$ 23,5 bilhões e US$ 23,9 bilhões para a Dell.

O preço de US$ 13,75 por ação representa um prêmio de cerca de 23% sobre a média de preço do papel da Dell, de US$ 11 por ação, antes da divulgação das negociações sobre o acordo, e é bem menor do que os US$ 17,61 a que eram negociados os papéis há um ano.

A Dell tem perdido gradualmente fatia de mercado para rivais como a Lenovo e está enfrentando dificuldades para reacender o crescimento, apesar dos esforços de Michael Dell nos cinco anos desde que ele recuperou o controle da companhia que fundou em 1984, após um breve hiato em que a sorte da empresa minguou rapidamente.

Qualquer acordo negociado por Michael Dell exigiria a aprovação da maioria dos acionistas. Transações que envolvem a participação considerável de um fundador que também é presidente-executivo da companhia também devem ser alvo de escrutínio adicional sobre se o Conselho cumpriu suas obrigações fiduciárias.

A Dell formou um comitê especial para analisar quaisquer possíveis acordos, disseram várias fontes com conhecimento do assunto à Reuters mais cedo.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade