inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Windows é lançado em idioma do império Inca

28 de junho de 2006 10h36 atualizado às 10h49

O Governo peruano apresentou na cidade de Cuzco, antiga capital do império Inca, os programas Windows e Office em idioma quíchua, para beneficiar mais de 670 mil crianças no país andino, de acordo com dados oficiais. As versões são o resultado de um convênio entre o Ministério da Educação do Peru e a Microsoft. O quíchua era o idioma falado no antigo império Inca, de acordo com a Wikipededia.

Elas serão usadas nos departamentos de Cuzco, Ayacucho, Junín, Apurímac, Huancavelica, Madre de Dios e Lima. Segundo números oficiais, o Peru tem 27,1 milhões de habitantes, dos quais mais de três milhões têm o quíchua (também conhecido como "runa simi", ou "idioma dos homens") como língua materna.

A primeira-dama do Peru, a arqueóloga Eliane Karp de Toledo, afirmou durante a apresentação que "o quíchua existe, vive e sobrevive, é forte". "Espero que a adaptação à modernidade respeite suas origens", disse Karp às crianças que assistiram à apresentação dos programas.

A primeira-dama também pediu à Microsoft e a outras empresas multinacionais que produzam mais programas em idiomas nativos, para ajudar a "inclusão digital" de todos os povos. Ela observou que o Peru é o primeiro país da América do Sul a contar com um programa em sua língua autóctone. O quíchua também é falado no Equador, Bolívia e regiões do Chile e Argentina.

A tradução usou uma nova tecnologia, chamada Language Interface Pack Kit, como parte do Programa da Corporação Microsoft de Tradução de Línguas Nativas. Professores e lingüistas da Universidade Nacional San Antonio de Abad, do Cuzco, e da Universidade Nacional São Cristóbal de Huamanga, de Ayacucho, também trabalharam nas versões.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.