inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Governo aposta no inglês para ampliar exportação de software

08 de novembro de 2006 09h46

O governo lançou nesta terça-feira um programa de certificação em língua inglesa para profissionais brasileiros com o objetivo de ampliar a competitividade na exportação de softwares e serviços de tecnologia da informação. A meta do governo brasileiro é exportar US$ 5 bilhões em softwares e serviços em 2010, quando se encerra o segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A meta anterior, de US$ 2 bilhões em 2007, não será atingida, admitiu o ministro de Ciência e Tecnologia, Sérgio Machado Rezende. Segundo ele, é possível que o país alcance exportações no valor de US$ 1 bilhão no próximo ano. "Metade da meta é uma coisa boa. Este ano deve chegar a US$ 800 milhões", disse Rezende a jornalistas.

Um dos motivos apontados para o desenvolvimento abaixo do esperado das exportações brasileira nessa área, num mercado que movimenta anualmente mais de US$ 1 trilhão em todo o mundo, é a falta de profissionais que consigam se comunicar em inglês de maneira eficiente. "Esperamos que a partir do próximo ano tenhamos um movimento mais intenso na formação de recursos humanos", disse o ministro.

O certificado EngliSoft é voltado para os profissionais que já falam inglês e têm interesse em obter um certificado focado em TI. A prova, aplicada por institutos e escolas de idiomas a partir desta terça-feira, avaliará leitura, escrita e vocabulário.

Outro programa lançado nesta terça-feira é um curso de formação e capacitação de programadores para o setor. Gratuito, o curso será oferecido a jovens de comunidades carentes selecionados por organizações não-governamentais, de acordo com aptidão e perfil.

Com início previsto para 10 de dezembro, o objetivo é formar 1.000 alunos no período de um ano. As primeiras turmas serão organizadas nas cidades paulistas de São Paulo e São José dos Campos e, no início de 2007, em outros municípios.

"Trata-se de ampliar a presença do Brasil em um mundo cada vez mais interligado pelo conhecimento", disse Antonio Carlos Rego Gil, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Software e Serviços para Exportação (Brasscom), parceira do Ministério da Ciência e Tecnologia no projeto (www.brasscom.com.br).

Reuters
Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.