inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Empresas criam papel e impressora que apagam textos

29 de novembro de 2006 17h14 atualizado às 17h17

Empresas ampliam sua atuação no mercado de impressão, na tentativa de evitar o desperdício de papéis impressos. Elas estão investindo no reaproveitamento rápido das folhas, com vistas ao mercado corporativo. Uma nova tecnologia da Xerox permite que documentos provisórios possam ser impressos por um curto período de tempo, apagando-se após 16 horas. E a Toshiba há uma semana, anunciou a B-SX8R, uma impressora que é capaz de apagar e imprimir folhas

Para que a tecnologia da Xerox funcione, é utilizado um papel coberto com uma fina camada de tinta amarela. No processo de impressão, feita na cor roxa, nenhum toner precisa ser usado, e cada folha pode ser reutilizada até 50 vezes.

Uma pesquisa prévia realizada por Brinda Dalal, da Xerox Research Centre, do Canadá, estudou a viabilidade do projeto. Nesta ocasião, foi descoberto que um funcionário de uma empresa imprime, em média, 1,2 mil páginas por mês, sendo que destas, 45% são para uso diário, ao passo que 21% são jogadas fora no mesmo dia de sua impressão.

"Ficamos surpresos com nossos resultados. Ninguém olha a informação temporária que vai para as lixeiras das pessoas", declarou Brinda ao jornal New York Times.

Pesquisadores da Xerox Research Centre já estão trabalhando na tinta, enquanto cientistas do Palo Alto Research Center (PARC), que colaborou no desenvolvimento da tecnologia, estão trabalhando na construção de uma máquina capaz de imprimir neste papel especial, noticiou o site InformationWeek.

"Isto continuará como projeto de pesquisa por algum tempo", declarou Eric Shrader, gerente do PARC. "Nosso experimento prova que isto pode ser feito, e que é o primeiro passo, porém não o único, no sentido de desenvolver um sistema comercialmente viável".

Impressora que apaga
Há uma semana, a Toshiba anunciou a B-SX8R, uma impressora que é capaz de apagar e imprimir folhas. Em vez de simples folhas, são utilizados papéis semelhantes aos das primeiras máquinas de fax, mas com maior durabilidade, permitindo até 500 reimpressões.

Feitos de plástico, eles podem ser reimpressos e reciclados ao fim de sua vida útil. Um pigmento especial no papel reage ao calor. Se aquecido a 180 graus centígrados, o pigmento escurece, criando uma imagem na folha; se aquecido entre 130 e 170 graus, o pigmento fica branco, apagando a imagem gerada.

O site YouTube possui uma demonstração da B-SX8R em ação. Para vê-la, basta acessar o atalho http://snurl.com/13mtg

Magnet
Magnet