inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Carro open source pode ter protótipo em 2007

19 de dezembro de 2006 14h41

O carro open source deve ser simples, funcional e de fácil manutenção. Foto: Divulgação

O carro open source deve ser simples, funcional e de fácil manutenção
Foto: Divulgação

As práticas de open source podem ser aplicadas ao hardware para criar objetos tangíveis, físicos, inclusive complexos como um carro. É o que acredita Markus Merz, alemão que fundou o projeto OScar (open source car), cujo objetivo é desenvolver e contruir um carro de acordo com estes princípios. Ele e sua equipe querem criar um veículo inteligente, simples e funcional - e o primeiro protótipo pode ser visto já em 2007.

Pelas características expostas no site do projeto (www.theoscarproject.org), o carro open source deverá ter quatro portas, chegar à velocidade máxima de 145km/h, ser funcional e de fácil manutenção. O site diz também que o projeto está hoje em sua fase "release 0.2", o que Merz chama de "estágio conceitual inicial".

Merz criou o OScar Project com um grupo de amigos em 1999, quando trabalhava como consultor de Internet. "Eu era um jovem muito idealista, então escrevi um manifesto", contou ele à revista Business Week. No manifesto ele assinalava as intenções do projeto: "Construir um carro sem um centro de engenharia, sem um patrão, sem dinheiro e sem fronteiras. Mas com o auxílio da criatividade coletiva da comunidade da Internet."

Depois de alguns percalços, incluindo enorme número de voluntários que se apresentou depois que a mídia alemã se interessou pelo assunto, o projeto entrou em marcha lenta até ser retomado em 2004, com regras claras e diretrizes mais bem explicadas.

Atualmente, trabalham no projeto 110 pessoas de diversas partes do mundo, além dos três que formam o núcleo do OScar. São todos voluntários, com outros empregos que lhes garante a renda. "É um hobby", diz Merz. Quanto ao prazo para consecução do projeto, a frase de Merz é: "O processo de construir coisas, particularmente inovadoras como um carro open source, é mais importante que o prazo", completa.

Redação Terra