inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Homem vende viagem - com ele - em site de leilões

31 de dezembro de 2006 16h43

Britânico procura companheira para desfrutar de praias como esta na Jamaica. Foto: Divulgação

Britânico procura companheira para desfrutar de praias como esta na Jamaica
Foto: Divulgação

Uma viagem de férias ao Caribe para dois, em fevereiro, está sendo leiloada no site de leilões eBay. A oferta é dirigida às mulheres, que pagarão apenas uma pequena fração do valor total que é de US$ 4,7 mil (pouco mais de R$ 10 mil) para passar uma semana num hotel luxuoso. O detalhe: a oferta (que se encerrará no dia 6 de janeiro) traz o companheiro da viagem incluído - ele criou o leilão!

  • Veja imagem ampliada
  • Adam Croot, 39 anos, diretor de uma empresa de seguros, planejou fazer a viagem para o resort Couples Swept Away em Negril, na Jamaica, com sua namorada Laura, mas ela brigou com ele algumas semanas atrás. Decidido a não perder o passeio, o britânico de 39 anos resolveu leiloar-se no eBay e encontrar outra mulher para ir com ele - o resort só aceita casais heterossexuais, o que impede que ele vá sozinho ou convide, por exemplo, um amigo.

    A mulher que aceitar a proposta terá que desembolsar apenas US$ 1,26 mil (pouco mais de R$ 2,6 mil) para desfrutar do paraíso tropical que inclui praias de sonho (como a da foto acima) e, além da natureza exuberante, todo o conforto oferecido pelo luxuoso resort. "Alguns dos meus amigos diriam que ainda é um preço alta a pagar, mas que diabos, quem não arrisca não petisca", dizia o anúncio no eBay.

    Croot também especificou algumas regras para sua acompanhante: ele não deseja viajar com uma mulher velha o bastante para ser sua avó, nem alguém que tenha "um marido ciumento" porque ele diz gostar de suas pernas e braços "onde eles estão". Até o último dia 28, a oferta de Croot no site e Bay já havia sido vista por mais de 2,5 mil visitantes. De acordo com uma reportagem do Daily Mail, Adam se diz "um romântico, tímido", em busca do amor de sua vida. "Se a pessoa certa aparecer, levo-a sem cobrar um centavo", confidenciou à reporter que o entrevistou.

    Redação Terra