inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Usuários de Linux patrocinam carro de brasileiro na Indy 500

23 de maio de 2007 12h14 atualizado às 12h15

Carro se classificou na última fila. Foto: Divulgação

Carro se classificou na última fila
Foto: Divulgação

Um carro de corrida patrocinado por amantes do software livre disputará as 500 milhas de Indianápolis. Apesar do baixo orçamento, o carro conseguiu se classificar para a disputa. O carro número 77 trará a imagem de Tux, o pingüim símbolo do Linux, e será pilotado pelo brasileiro Roberto Pupo Moreno.

» Veja a imagem ampliada
» Veja fotos do carro
» Indy 500 define grid com quatro brasileiros

Segundo o site de notícias Slashdot, o custo para colocar um carro na pista é de US$ 250 mil, embora apenas US$ 14 mil tenham sido arrecadados até a tarde do dia 20. Mesmo assim, o carro se classificou para a corrida - na 31ª posição, última fila. Em se tratando de fórmula Indy, a diferença de desempenho entre o primeiro e o último carro é mínima: apenas 5 mph (8,05 Km/h) separam as velocidades finais de ambos. O grid de largada para as 500 milhas pode ser consultado pelo atalho dtmurl.com/aio.

O patrocínio é da organização não-governamental Tux500, que pretende fazer marketing e divulgação do Linux com recursos da comunidade, sem depender do apoio de grandes empresas como IBM, Novell e Red Hat. Segundo o site da Tux500, esse apoio é bem-vindo, mas não pode ser a única fonte de recursos financeiros para a divulgação do software livre. Vários veículos de mídia, como o site LXer , já compararam a iniciativa do Tux500 com a campanha Spread Firefox que, num passado recente, ajudou a firmar o navegador Firefox como um concorrente de peso contra o Internet Explorer.

Há dois vídeos promocionais no YouTube que podem ser assistidos pelo atalho http://dtmurl.com/aip e o site oficial do projeto é http://tux500.com/.

Magnet
Magnet