inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Governo australiano fez diversas alterações na wikipédia

29 de agosto de 2007 08h45 atualizado às 09h18

O primeiro ministro australiano John Howard e sua equipe foram acusados de realizar 126 modificações em páginas da Wikipédia, no intuito de remover informações que poderiam causar danos à administração.

Um porta-voz de Howard, no entanto, afirmou que o político nunca pediu para que qualquer de seus funcionários editasse informações do site.

Entre as informações modificadas, foi removida a referência a Peter Costello, tesoureiro, chamado de "Capitão Sorriso Amarelo", ou ainda acrescentadas palavras como "supostamente" em uma declaração de que os imigrantes presos estavam sujeitos a condições desumanas.

Para o líder de oposição Kevin Rudd, não é injusto utilizar os funcionários do governo para editar verbetes imprecisos na Wikipédia. "Mas colocar servidores públicos para reeditar a história, me dá a impressão de irregularidade, para dizer o mínimo", reprovou.

As alterações foram descobertas graças ao WikiScanner, site recém-lançado que identificou modificações e as relacionou a computadores públicos ou de grandes organizações.

O mesmo WikiScanner identificou que mais de 5 mil alterações na enciclopédia aberta teriam sido feitas por computadores no Departamento de Defesa australiano, que afirmou hoje que bloqueará qualquer edição na ferramenta, todavia permitindo acesso às informações em modo de leitura.

O caso foi noticiado em grandes veículos internacionais como a publicação australiana Sydney Morning Herald e a inglesa BBC.

Magnet
Magnet