inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Google mostra sistema aberto para redes sociais

31 de outubro de 2007 10h41 atualizado às 11h35

O Google oferecerá aos produtores de software um sistema aberto para a criação de aplicativos que podem ser usados em sites. A decisão torna a empresa concorrente dos recursos que estão por trás da popularidade explosiva da rede social Facebook. O sistema OpenSocial, do Google, oferecerá aos criadores de software ferramentas padronizadas para construção de aplicativos e incorporação deles a muitos sites, eliminando a necessidade de que empresas iniciantes de pequeno porte, ou empresas individuais, adaptem seus programas para cada site.

Os blogs do setor vinham especulando há quase um mês que o Google estava planejando lançar um desafio sério ao Facebook, cuja decisão de abrir seu site à atuação de criadores independentes de software, em maio, ajudou o site a crescer e conquistar mais de 48 milhões de usuários.

A estratégia tem o potencial de atrair criadores de ferramentas que se aliaram ao Facebook uma vez que oferece espaço para que seus aplicativos sejam utilizados em outros sites. "O objetivo da idéia é tornar a web mais social, e ajudar as pessoas a levar os amigos com elas a qualquer site da web", disse Joe Kraus, diretor de administração de produtos do Google, em entrevista.

O Google anunciou que inicialmente havia assinado com cerca de uma dúzia de parceiros, entre os quais a rede social LinkedIn, para profissionais de negócios, seu site de redes sociais Orkut e o Friendster. Os criadores de software que estão testando o sistema incluem companhias importantes envolvidas no desenvolvimento de aplicativos para o Facebook, tais como o serviço de recomendação de música iLike e a Slide, que criou o "Top Friends", um aplicativo que permite classificar amigos.

O Facebook, que obteve um investimento da Microsoft, na semana passada, sob o qual seu valor foi avaliado em US$ 15 bilhões, deve anunciar sua nova estratégia publicitária em 6 de novembro. O Google também estava interessado em uma parceria com o Facebook para acirrar a concorrência com a Microsoft pela audiência e anunciantes na Internet.

Reuters
Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.