inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Indiano é preso 50 dias por erro de provedor

07 de novembro de 2007 10h20 atualizado às 11h16

O indiano Lakshmana Kailash K., 26 anos, morador da cidade de Bangalore, foi preso por 50 dias após um engano de seu provedor de acesso à Internet Airtel. Segundo o site The Register, o provedor cedeu as informações do jovem após identificá-lo erroneamente como o responsável pela postagem em uma rede social na web de imagens de ofensas a uma figura histórica.

» Homem é preso ao pedir suporte para impressora roubada
» Homem é preso por quere ex-mulher em lista de amigos
» Alemão é preso vendendo 1 milhão de parafusos via Internet
» Chat: tecle sobre a notícia

No dia 31 de agosto Lakshmana foi preso e mantido encarcerado por 50 dias. Ele foi libertado após a prisão do verdadeiro responsável pela brincadeira feita com o herói indiano Chhatrapati Shivaji Maharaj, criador do Império Maratha.

A confusão teria começado depois que o Google, proprietário da rede Orkut, onde as mensagens foram postadas, cedeu informações do IP responsável pela postagem, o que levou a polícia à Airtel, uma das principais empresas de telecomunicações do país.

A polícia indiana se defendeu, dizendo que o provedor foi o culpado pelo erro, e que se Lakshmana quiser levar alguém aos tribunais, que leve os responsáveis. O provedor se declarou pesaroso com a inconveniência.

Magnet
Magnet