inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Atletas defendem implantes de chip contra doping

21 de dezembro de 2007 11h00 atualizado às 14h16

Carolina Klüft, campeã de pentlato e heptatlo, também defende o uso de transmissor GPS. Foto: Divulgação

Carolina Klüft, campeã de pentlato e heptatlo, também defende o uso de transmissor GPS
Foto: Divulgação

Os atletas suecos Carolina Klüft e Stefan Holm estão causando polêmica no mundo esportivo ao defenderem o uso de chips e GPS para monitorar permanentemente esportistas de ponta, com o objetivo de tentar impedir o doping, informou o site britânico Inquirer.

"Sugeri que poderíamos ter chips implantados cirurgicamente na pele. Mas isso poderia ser tão bom quanto se todo mundo de um certo nível tivesse um aro com um transmissor GPS em suas sacolas de treinamento. Dessa forma, todos os envolvidos saberiam todo o tempo onde nós estamos e poderiam nos encontrar para os testes", disse Klüft - que não perde uma competição de heptatlo e pentatlo desde 2002 - ao jornal sueco Svenska Dagbladet, de acordo com o site The Local.

Stefan Holm, medalhista de ouro no salto em altura nas Olimpíadas de 2004, concorda com as idéias de sua compatriota. "Honestamente, por que não? Um transmissor GPS pode ser radical e parecer brutal, mas às vezes soa como uma boa solução para evitar ameaças de suspeitas sem razão alguma. Mas é difícil ter 100% de certeza sem ter um chip implantado cirurgicamente na pele", considerou.

Magnet
Magnet