inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Tecnologia multiplicará velocidade dos PCs por mil

24 de março de 2008 16h29 atualizado às 17h26

O grupo tecnológico Sun Microsystems está trabalhando em uma tecnologia que substituirá as conexões entre chips para conexões a laser, o que permitiria fabricar computadores milhares de vezes mais rápidos. A empresa anunciou hoje que recebeu um contrato do Pentágono americano no valor de US$ 44 milhões para desenvolver esta tecnologia.

» Gigantes da tecnologia buscam saída para a computação

Na prática, a Sun Microsystems está tentando substituir os pequenos cabos que conectam os chips nos computadores por conexões a laser que poderiam transportar dezenas de milhares de bits por segundo. Caso obtenha sucesso, o resultado serão computadores milhares de vezes mais rápidos do que conhecemos hoje e que, além disso, serão mais eficientes porque gerarão menos corrente elétrica e calor.

A empresa compara os processos dos atuais microprocessadores com uma estrada, onde os veículos se movimentam mais devagar quando pegam uma saída. Igualmente, os sinais elétricos se movimentam mais devagar quando viajam entre os chips. Sua substituição por feixes de luz laser solucionaria o problema.

Greg Papadopoulos, responsável de tecnologia e pesquisa e desenvolvimento da companhia, disse em comunicado que as comunicações ópticas "poderiam modificar as regras do jogo em tecnologia". Segundo alguns especialistas, este programa poderia acabar com a lei Moore formulada pelo fundador da Intel Gordon Moore, que afirma que o número de transístores dos chips informáticos duplica a cada dois anos, o que de fato se cumpriu nas últimas três décadas.

A Sun Microsystems trabalha neste experimento com as universidades da Califórnia em San Diego e Standford e com as companhias Luxtera e Kotura.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.