inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Caso em mundo virtual gera divórcio na vida real

14 de novembro de 2008 11h03 atualizado em 19 de novembro de 2008 às 12h32

Para seus muitos fãs, o mundo virtual Second Life é um lugar onde o dia a dia da vida normal é deixado de lado e as fantasias mais delirantes podem ser realizadas. Mas fato e ficção entraram em choque para um casal britânico que está se divorciando depois que a mulher descobriu o alter ego online do marido com outra mulher, também virtual.

» Mulher é presa por matar marido virtualmente
» Mulher tenta seqüestrar ex-namorado virtual
» Acessórios e softwares facilitam sexo virtual
» Fórum: opine sobre relacionamentos virtuais

Segundo o site Guardian.co.uk, Amy Taylor, 28 anos, que no Second Life era uma DJ chamada Laura Skye, afirmou que seu marido, David Pollard, 40, estava tendo um relacionamento real com a mulher que controlava a rival virtual. "O caso pode ter começado online, mas existe no mundo real e dói tanto quanto. Foi a traição final, ele tem mentido para mim".

No Second Life, os jogadores criam um alter ego virtual - um avatar - que se move pelo mundo online, encontra pessoas, troca idéias, compra e vende propriedades, estabelece negócios. No Reino Unido, conselheiros apontam o crescente número de pessoas cujos relacionamentos da vida real estão terminando por causa do que acontece no mundo virtual. E muitas pessoas se tornam espiãs e detetives ou conselheiras virtuais para atuar nestes casos.

Amy Taylor e David Pollard se conheceram em uma sala de bate-papo na web. Ela mudou-se de Londres para a Cornualha para estar com ele e se divertiam muito juntos, tanto na vida real quanto no ciberespaço. Ela adotou o estilo cowboy no Second Life, e seu mote era "não entregue seu coração facilmente". Pollard aparecia junto a um helicóptero Cobra.

Eles se tornaram parceiros também no mundo virtual, até o dia em que Taylor acordou e encontrou Pollard no computador, observando seu avatar (Dave Barmy) fazendo sexo com uma prostituta no Second Life. Horrorizada, ela terminou o relacionamento virtual entre sua Laura Skye e Dave Barmy - mas continuou com Pollar na vida real.

Então ela decidiu testar a lealdade de Barmy - e a de Pollard, contratando uma detetive chamada Markie Macdonald no mundo virtual. Pollard, atraído pela avatar, passou no teste: falou sobre Laura Skye durante toda a noite. Então, Taylor e David (ou melhor, seus avatarares Skye e Barmy)voltaram a se relacionar no mundo virtual e acabaram por se casar numa cerimônia tropical.

No mundo real, eles continuaram em seu flat na Cornualha e também se casaram. Mas ela sentia que havia algo errado, e eventualmente encontrava Barmy papeando afetuosamente no Second Life com uma mulher que não era Skye. Bastante perturbada, pediu o divórcio na vida real.

Pollar admitiu que estava tendo um relacionamento online com uma mulher norte-americana. "Não estávamos fazendo sexo virtual nem nada disso, apenas conversávamos e saíamos juntos. Não acho que eu estivesse fazendo algo errado", disse.

Taylor afirma ter percebido que a saga parece "bizarra", mas diz que "as pessoas encontram o amor de muitas e diferentes maneiras". Ela disse também que ainda freqüenta o Second Life e há uma chance de que seu avatar ainda encontre o do ex-marido. Seria estranho, concluiu, mas eles sobreviveriam.

Redação Terra