inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Índios mostram seus projetos na Campus Party

23 de janeiro de 2009 13h39 atualizado às 14h29

Anápuáca Muniz (ao fundo) e Poran querem, além de participar, pedir mais apoio aos projetos indígenas. Foto: Marcelo Pereira/Terra

Anápuáca Muniz (ao fundo) e Poran querem, além de participar, pedir mais apoio aos projetos indígenas
Foto: Marcelo Pereira/Terra

Sete índios de diferentes etnias estão acampados na Campus Party Brasil, que acontece até domingo em São Paulo. Eles fizeram contato com a organização do evento para que pudessem transmitir as palestras e novidades para a rádio Web Indígena, uma estação na internet que os índios administram em seu blog (webbrasilindigena.org).

» Blogueiro brasileiro é um herói, diz professor da FGV
» Policiais blogueiros falam sobre liberdade na web
» Fórum: converse sobre a Campus Party

A organização do evento não só concedeu o direito à transmissão, como incluiu os índios na programação, no espaço Campus Verde, que debate a tecnologia, o meio-ambiente,a reciclagem e a inclusão digital.

"Estamos também participando das discussões das redes sociais vivas, que pretendem dar mais força às redes sociais por meio de encontros físicos", disse Anápuáca Muniz, 34 anos, integrante da Tupiramba Hãhãhãe, etnia localizada em Pau Brasil, na Bahia.

Além desta, outras duas etnias estão representadas no evento, a Tupinambá, de Olivença, também na Bahia, e a Potiguara, que fica em Traição, na Paraíba.

Nas aldeias dessas tribos, os índios tem acesso à internet por conexão via satélite. Já os computadores são doados por empresas que promovem a inclusão digital. "Além de participar, viemos também pedir mais apoio a nossos projetos", disse Poran Potiguara, 19 anos, integrante da etnia paraibana.

Especial para Terra