inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Aparelho "lê o cérebro" para descobrir preferências

23 de fevereiro de 2009 13h14

Pesquisadores da Universidade de Toronto desenvolveram um aparelho capaz de detectar as preferências das pessoas ao medir a absorção cerebral de raios infravermelhos. O estudo, publicado na revista científica Journal of Neural Engineering, garante uma precisão de 80% nos resultados.

» Computador é treinado para 'ler' a mente
» Capacete permite dirigir por impulsos cerebrais
» Software transforma pensamento em comandos
» Estudo desenvolve técnica para "leitura da mente"

"Este é o primeiro sistema que decodifica preferências naturalmente a partir de pensamentos espontâneos", disse Sheena Luu, uma das pesquisadoras, ao site Live Science.

O estudo usou voluntários para detectar suas preferências entre diferentes bebidas. Usando o aparelho na cabeça, eles eram orientados a tomar decisões mentais sobre quais bebidas preferiam. Os testes tiveram sucesso em 80% dos casos.

O aparelho usado, segundo o jornal britânico The Times, tem cabos de fibra óptica que emitem raios infravermelhos com uma freqüência semelhante à de um controle remoto de um televisor. A radiação atinge o córtex pré-frontal, área do cérebro associada à tomada de decisões. Os sensores do aparelho detectam as respostas de acordo com o nível de oxigênio no sangue nessa área.

O objetivo dos pesquisadores é estudar maneiras de compreender as escolhas de crianças que não podem falar ou se mover, segundo o Live Science.

Redação Terra