inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Artista usa relógios antigos para criar insetos-robôs

18 de abril de 2009 14h35

Os insetos mecanizados são vendidos pelo artista por preços que chegam a US$ 2 mil. Foto: Divulgação

Os insetos mecanizados são vendidos pelo artista por preços que chegam a US$ 2 mil
Foto: Divulgação

Inspirado em histórias de ficção científica, o artista americano Mike Libby customiza insetos reais com mecanismos de relógios antigos e componentes eletrônicos, criando o que ele chama de "insetos-robôs". Um trabalho minucioso adiciona engrenagens a besouros, aranhas e borboletas, que depois são vendidos por preços que vão até US$ 2 mil.

» Veja fotos dos insetos mecanizados
» Velhas máquinas viram arte na web; veja fotos

Apesar do que o visual sugere, os insetos mecanizados não são funcionais - nem têm a intenção de ser, segundo Libby. O artista diz que seu trabalho é "uma celebração única das contradições e confluências entre natureza e tecnologia", e se refere também à irônica inspiração que a alta tecnologia busca na ficção científica.

Os insetos-robôs são divididos em diferentes categorias: besouros, abelhas, aracnídeos, cigarras e borboletas, além de incluir espécies de gafanhotos e outros insetos.

As pequenas esculturas de Libby são apresentadas em exposições e também vendidos, por preços entre US$ 300 e US$ 2 mil, no site Insect Lab (www.insectlabstudio.com). No site também são vendidas reproduções de fotos das obras, por US$ 120.

Redação Terra