inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Empresa diz que 90% dos e-mails hoje são spam

29 de maio de 2009 11h20

Neste mês, o volume de mensagens não solicitadas, ou spam, aumentou em 5,1%, chegando a 90,4% de todos os emails em circulação. Segundo o site IT Pro, maio foi o mês que viu o maior nível das inoportunas mensagens desde setembro de 2007, e é um número elevado se comparado a março passado, quando o volume era de 75,7%.

Colaborando para o número elevado de spams estão técnicas para a quebra do chamado captcha, verificadores que tentam coibir a criação automática de contas pedindo ao usuário que digite uma palavra que aparece em diferentes tipografias e ângulos dentro de uma imagem distorcida. Quebrando os captchas, os spammers são capazes de criar rapidamente e usar contas em serviços populares, que não são colocados em listas negras de spam.

Outra técnica usada é o envio de um e-mail apenas com uma linha de assunto e, no corpo da mensagem, um link para um perfil em uma rede social, que traz a "oferta" que anteriormente era anexada no corpo da mensagem.

O estudo também descobriu que as mensagens são enviadas normalmente durante os horários comerciais nos Estados Unidos e Europa, possivelmente como forma de aproveitar a hora em que os usuários "alvo" estão em frente ao computador e costumam responder mais rapidamente às mensagens.

O site Tech.Blorge acredita que a boa notícia nisso tudo é que os filtros anti-spam estão cada vez melhores na triagem das mensagens indesejadas, mas que isso cuida apenas do sintoma, e o spam não será diminuído até que medidas legais mais enérgicas sejam tomadas.

Geek
Geek