inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Nokia é empresa mais "verde", segundo Greenpeace

02 de julho de 2009 08h40 atualizado às 11h27

A cada três meses, o Greenpeace publica seu guia para eletrônicos mais verdes, o Guide to Greener Gadgets, mostrando quais empresas de tecnologia levaram adiante suas promessas para um futuro sustentável e quais não mantiveram sua palavra. Na última edição, publicada nesta quarta-feira, a Nokia, mais uma vez, é a empresa mais verde.

» Australianos são flagrados jogando lixo eletrônico na China
» Canadense transforma lixo eletrônico em peças de design
» Saiba o que fazer com o lixo tecnológico

O guia se baseia em políticas para conter o desperdício eletrônico, mudanças climáticas e o uso de produtos tóxicos na composição de embalagens e produtos para compor uma espécie de relógio que vai de 0 a 10, representando os pontos alcançados pelas empresas em busca da perfeição verde.

Esse guia teve início em 2006, e desde então coloca em um ranking 17 empresas do ramo de informática, TV, celulares e consoles de vídeo game. E, desde o primeiro ano, a Nintendo figura em último lugar por não ter eliminado completamente o PVC de seus consoles e não ter programada uma data específica para isso.

A Nokia há quatro edições ocupa a primeira posição por estar sempre na busca da eliminação de produtos nocivos ao meio ambiente em seus aparelhos e por se preocupar com os seus itens descartados pelos consumidores ao criar um programa para recolher celulares usados. Empresas como a Sony despencaram mais de cinco posições por não cumprirem com sua palavra na eliminação de produtos químicos.

Segundo o blog Green Tech a Microsoft, apesar de nunca ter ficado em último lugar, ocupa sempre as últimas posições por possuir programas pobres e mal organizados de reciclagem e por não se preocupar o suficiente com a natureza.

A Apple se mantém no meio, sempre perseguida pelo Greenpeace para que retire químicos tóxicos de seus produtos. Samsung e Sony Ericsson ficaram pouco atrás do primeiro lugar por cumprirem o que prometeram à organização.

Ainda de acordo com o blog, o Greenpeace avisa que o e-waste (desperdício eletrônico) é o maior colaborador para o aumento do lixo nas cidades devido à freqüência com que as pessoas têm trocado de celular, computador e outros eletrônicos. Os dados da organização revelam que entre 20 a 50 toneladas de eletrônicos são jogados fora por ano em todo o mundo.

O Guide to Greener Gadgets pode ser acessado pelo atalho http://tinyurl.com/b4hpj.

Geek
Geek