inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Veja estilos de perfis para manter longe do seu no Twitter

26 de novembro de 2009 15h32 atualizado às 16h18

. Foto: Reprodução


Foto: Reprodução

No Twitter, assim como há perfis de gente bacana, de verdade, que trazem informções, diversão, ideias e conteúdo de valor, há aqueles dos quais é melhor nem se aproximar. Sem querer dar muito nome aos bois, mostramos aqui uma lista de estilos de perfis que realmente merecem ficar bem longe do seu. Fuja deles!

» Veja 10 pessoas que vale a pena seguir no Twitter
» Estudo: 91% dos brasileiros conhecem o Twitter
» TweetLevel mede importância do usuário no Twitter
» Terra Listas: crie seus rankings e espalhe pela web
» Siga o Terra no Twitter

Os falsos especialistas em mídias sociais - com um computador, acesso à internet, um perfil no Orkut, um no Facebook, outro no Twitter e um blogzinho que copia informações de outros sites, parabéns: está formado o incrível especialista em mídias sociais. Nada contra essa nobre categoria de trabalho, cada vez mais importante dentro de empresas e agências de publicidade, mas se o perfil se diz "expert" e tem uns 100 seguidores ou menos, bem, alguma coisa está errada.

Os pornôs - perfis de gente pelada, sim, estão no Twitter. Invariavelmente garotas desconhecidas com codinomes EDA9888X aparecem sempre como suas seguidoras. A solução? Reportar como spam para o Twitter.

Os robôs - você comentou com um amigo que não queria ver Lua Nova nem amarrado. Algum robô-spammer (sim, eles existem também) passa a te seguir ou retuitar sua mensagem sobre o filme (vale para séries de TV e alguns tipos de tecnologia também). A solução? Reportar como spam para o Twitter.

Os colecionadores de amigos - Twitter é diálogo. Um colecionador de amigos (daqueles que seguem 1 milhão de pessoas) te adiciona. Você, curioso, passa a segui-lo, mas descobre logo que não tem conteúdo nenhum ali. Pode dar um "unfollow" sem dó ¿ mas aguarde o "mimimi" da pessoa.

Ô da enchente, faz favor? - tem gente que não consegue se conter em 140 caracteres e precisa falar, falar, falar. E falar muito, tornando a sua tela principal do Twitter um monólogo. Algumas pessoas (blogueiros, jornalistas) fazem isso ocasionalmente, com coberturas pontuais de alguns eventos. E dia de futebol, bem, se você não gosta, fuja. A discussão invade o microblog.

Os famosos - o legal do Twitter é que ele abre um canal de comunicação com qualquer pessoa. Todos os filtros existentes para chegar às celebridades no mundo real (assessores, empresários, seguranças) somem (ou não) por aqui. Porém, esses filtros são substituídos por milhares de pessoas que querem falar com seu ídolo. E, bem, não dá para uma pessoa só responder a milhares de pedidos simultaneamente.

Os banais - "O que está acontecendo agora?", pergunta o Twitter. "Hoje almocei pão com ovo. Meu cabelo acordou despenteado. Meu chefe é chato". Fuja de gente que não consegue sair do banal do dia a dia.

Os vendedores - seguir ou não seguir marcas? A promessa de descontos e promoções pelo Twitter é sempre tentadora. Mas e, se, por exemplo, a pizzaria da esquina entrar no Twitter? Sugestão: siga marcas que realmente gosta, mas siga mesmo aquelas mais próximas de você ¿ como a pizzaria ou a padaria.

Os usuários de scripts - tecnologias são suscetíveis a falhas, e o Twitter não está livre disso. Existem usuários populares que se tornaram famosos por usar scripts (roteiros) que forçam inúmeros twitters a segui-los (o caso mais célebre é o da curitibana @twittess, que tem mais de 113 mil seguidores). Fuja!

Os totalmente inúteis - exemplo de caso: @big_ben_clock, o famoso relógio londrino. A cada hora cheia, ele manda uma mensagem com vários BONGS indicando o horário pontualmente na Inglaterra. A não ser que você more lá (ou em alguma outra cidade da mesma zona horária), é totalmente inútil.

Zumo Notícias
Zumo Notícias