inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Webcams "racistas" não identificam pessoas negras

22 de dezembro de 2009 16h09

Vídeo no YouTube mostra como a câmera não reconhece o rosto de uma pessoa negra. Foto: YouTube/Reprodução

Vídeo no YouTube mostra como a câmera não reconhece o rosto de uma pessoa negra
Foto: YouTube/Reprodução

Ao testar um computador HP que comprou como presente de Natal para sua esposa, um consumidor americano detectou um "bug" insólito: a webcam, que conta com um sistema de detecção e rastreamento de faces, é incapaz de identificar rostos de afro-descendentes.

» Sistema biométrico reconhece identidade por traços do rosto
» Aplicativo para celular reconhece lugares pela câmera de foto
» Siga o Terra no Twitter

Em um vídeo no YouTube batizado de "Computadores HP são racistas" o homem, identificado como Desi, demonstra o problema se movendo em frente à câmera sem nenhuma reação do software. Segundos depois ele pede a ajuda de uma colega de trabalho, branca, que tem o rosto corretamente identificado pela câmera e todos os movimentos seguidos. Ele volta à cena, e a câmera para novamente.

Em uma resposta oficial, a HP afirma que não se trata de preconceito, mas de um bug. Seu software de reconhecimento de faces opera com "algoritmos padrão", que usam a diferença de contraste entre os olhos e as maçãs do rosto e a ponta do nariz para detectar faces. Em peles escuras não haveria constraste suficiente isto, o que também pode acontecer com qualquer um, independente da cor da pele, em situações onde não há luz suficiente.

Por enquanto não há uma solução oficial para o problema. A HP, entretanto, aponta para uma página web com dicas para que os usuários possam tirar o melhor de sua webcam.

Confira o vídeo, que estava entre os mais vistos do YouTube nesta terça-feira, pelo atalho bit.ly/7ZscIe.

Geek
Geek