inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Novo padrão do YouTube ameaça domínio do Firefox

26 de janeiro de 2010 13h06 atualizado às 13h34

Em 2009, a versão 3.5 do Firefox se tornou o navegador mais utilizado do mundo, desbancando o Internet Explorer 7, até então líder do mercado. O domínio, no entanto, pode estar ameaçado depois do anúncio de que o YouTube está testando a linguagem HTML5 - que usa o padrão de compressão H.264 - em substituição ao formato Adoble Flash para rodar vídeos. A mudança é um problema para o Firefox que, ao contrário de concorrentes como o Chrome, Safari e IE 8 (com Chrome frame instalado), não roda a linguagem.

» YouTube testa vídeos em HTML 5
» Firefox 3.5 é navegador mais popular do mundo
» Siga o Terra no Twitter

Caso o YouTube - site mais popular de vídeos do mundo - venha a adotar em definitivo o H.264, pode ocorrer uma migração de usuários que atualmente usam o Firefox para outros navegadores. O problema, segundo a Fundação Mozilla, que mantém o Firefox, é que o padrão está protegido por patentes. Mesmo que a Mozilla pagasse os US$ 5 milhões anuais pela licença de uso, seria o fim do projeto de código aberto que define sua proposta e seriam comprometidos desenvolvimentos livres.

Defensores de sistemas abertos criticaram ao jornal espanhol El País o uso do H.264, alegando que o padrão Ogg/Theora, gratuito, oferece qualidade comparável sem oferecer barreiras ao livre desenvolvimento. Não deixaram de lembrar que a mudança pode ser uma maneira do YouTube beneficiar o Chrome - ambos os produtos pertencem ao Google.

Desde o lançamento, na semana passada, já foram registrados 12 milhões de downloads da versão 3.6 do Firefox.

Redação Terra