inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Cracker é detido por acessar computadores da Nasa

08 de junho de 2005 04h29 atualizado às 11h10

Um britânico acusado pelos Estados Unidos de invadir computadores e interromper operações militares foi preso em Londres ontem à noite. O programador desempregado Gary McKinnon, 39, é acusado de obter acesso ilegal a 53 computadores usados pelo Pentágono, Nasa e pelo Exército e Marinha dos Estados Unidos entre fevereiro de 2001 e março de 2002.

O analista de sistemas, atualmente desempregado, foi levado a uma delegacia de Londres e deve ser ouvido em um tribunal hoje a respeito do pedido de extradição feito pelos EUA.

Em novembro de 2002, promotores norte-americanos acusaram McKinnon de invadir computadores governamentais e do setor privado, causando US$ 900 mil em prejuízos. As autoridades acusaram o britânico de sete crimes relacionados à fraude eletrônica. Se for considerado culpado, ele pode ser condenado a pagar US$ 1,75 milhão em multas e a cumprir até 70 anos de prisão.

Quando os promotores dos EUA anunciaram a acusação em 2002, a advogada de McKinnon, Karen Todner, divulgou um comunicado afirmando que o cliente iria se defender contra o pedido de extradição para os Estados Unidos. "Não faremos qualquer comentário até depois da audiência (de extradição)", disse Todner.

Reuters
Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.