inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Bookmarks sociais

. Foto: Divulgação


Foto: Divulgação

Atende pelo curioso nome de Del.icio.us um dos sites de maior sucesso da Web atualmente. Trata-se de um bookmark social, ou seja, um sistema de compartilhamento de links. Os usuários cadastrados enviam endereços de notícias, sites e downloads interessantes e tudo mais que está rolando de quente no momento.

São centenas de links distribuídos por hora, e os internautas podem conferi-los no próprio site (o endereço é assim mesmo: del.icio.us) ou receber as atualizações por meio de RSS. Outros serviços similares, mas menos populares, são estes (infelizmente, todos em inglês):

  • www.blogmarks.net
  • www.blinklist.com
  • www.jots.com
  • www.spurl.net
  • www.furl.net
  • www.simpy.com
  • www.connotea.org

    Para organizar os milhares de links que recebem diariamente, esses sites fazem uso de "tags", uma ferramenta que também está ficando cada vez mais popular. Funciona da seguinte forma: em vez de classificar as informações em pastas ou categorias fixas, o usuário insere, livremente, palavras que tenham relação com o conteúdo. Essas palavras acabam formando as seções dos sites, com destaque para as mais populares, é claro.

    As "tags" (algo como etiquetar) também estão sendo utilizadas para classificar fotos e outros elementos. O popular álbum de fotos Flickr (www.flickr.com), adquirido pelo Yahoo, foi um dos que mais difundiu o conceito de "tags", também uma maneira bem divertida de navegar e obter informações. Outras sites que utilizam a ferramenta são estes:

  • evdb.com (agenda de eventos)
  • wists.com ("bookmark visual")
  • rojo.jot.com (notícias por RSS)
  • www.43things.com (lista de desejos)

    O BitTorrent da Microsoft

    O sucesso do BitTorrent, o sistema de compartilhamento de arquivos que já é responsável por quase metade do tráfego de dados da Internet, chamou a atenção da Microsoft. A empresa está desenvolvimento um serviço similar, para distribuição de grandes arquivos, como filmes e programas de TV.

    Para fazer o download, o BitTorrent busca os pedaços do arquivo nos micros dos usuários que já o têm disponível e, depois, reagrupa-os. Isso evita a necessidade de armazenamento de grandes arquivos e também problemas com largura da banda. Agora, a Microsoft promete fazer um sistema de 20% a 30% mais rápido do que o BitTorrent e, de quebra, com proteção de direitos autorais. O "Avalanche", como vem sendo chamado o projeto, deve ser lançado em 2006.

    Site da semana

    Quer navegar sem ter que ficar toda hora clicando no mouse? Confira o experimental www.dontclick.it.

  • Redação Terra