inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Chip do PS3 vai para máquinas médicas e militares

28 de junho de 2005 14h53 atualizado às 20h48

O Playstation 3 será lançado em meados de 2006. Foto: Divulgação

O Playstation 3 será lançado em meados de 2006
Foto: Divulgação

A IBM fechou acordo de licenciamento do processador Cell, que será usado no PlayStation 3, para a Mercury Computer Systems, fabricante de equipamentos médicos e militares. É o primeiro contrato da gigante da informática a prever o uso do futuro processador fora do setor de bens eletrônicos de consumo.

A Mercury anunciou que planeja usar o Cell como principal tecnologia em diversos computadores "integrados" usados em equipamentos de ressonância magnética, na medicina, e em radares de mísseis e sistemas de sonar, para uso militar. A IBM e a Mercury anunciaram um acordo plurianual sob o qual equipes da engenharia da IBM trabalharão no projeto de chips Cell específicos para os computadores Mercury. Os termos do acordo não foram revelados.

A IBM está desenvolvendo o Cell em parceria com as japonesas Sony e Toshiba A Sony planeja usar o processador no PlayStation 3, cujo lançamento está previsto para dentro de um ano. A Toshiba informou que pretende integrar o chip à sua linha de televisores em 2006.

A IBM vê o Cell como peça central de aparelhos em diversos setores, entre os quais hospitalar, aerospacial e automotivo. "Estamos começando a expandir a adoção do Cell a outros setores", disse Raj Desai, vice-presidente de serviços de tecnologia e engenharia da IBM - a divisão da empresa que projeta chips sob encomenda.

A expectativa é que o PlayStation 3 se torne um imenso sucesso para a Sony - com vendas de entre 80 milhões e 100 milhões de consoles até 2010, de acordo com o analista setorial Richard Doherty, do Envisioneering Group. O Cell deve oferecer melhoras revolucionárias em termos de processamento gráfico, para a crescente gama de dispositivos eletrônicos que exigem processamento de alto volume de imagens.

Embora alguns analistas tenham questionado se o Cell encontrará muito uso fora do setor de videogames, Doherty disse que a IBM pode ter um grande produto em suas mãos. "Se a IBM obtiver sucesso setor a setor, o Cell tem grandes chances de ter usos não relacionados a jogos que superem o imenso volume de chips esperado para o PlayStation", afirmou.

Reuters
Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.