inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Mangaratiba ganha rede Web em banda larga sem fio

21 de setembro de 2005 13h41 atualizado em 14 de novembro de 2006 às 18h54

A cidade fluminense de Mangaratiba montou uma rede de Internet sem fio em alta velocidade utilizando uma tecnologia que promete reduzir custos de infra-estrutura de comunicações em regiões afastadas de grandes centros. O município fez parceria com o governo do Estado do Rio de Janeiro e com a maior fabricante de chips para computadores do mundo, a Intel, para o lançamento na terça-feira da rede baseada em tecnologia WiMAX, promovida pela empresa norte-americana.

  • Saiba mais sobre WiMax

    A cidade litorânea de cerca de 30 mil habitantes, distribuídos por uma área de 362 quilômetros quadrados que inclui algumas ilhas e está próxima do porto de Sepetiba, um dos maiores do País, está recebendo sinal da Internet à velocidade de 30 megabibts por segundo, informou o diretor de programas de tecnologia para América Latina da Intel, Max Leite, em entrevista por telefone.

    A companhia, que está promovendo tecnologia de banda larga sem fio para fomentar a demanda por chips de comunicação em computadores e outros dispositivos portáteis, tem mais dois projetos de implantação de redes WiMAX em cidades no país. Um deles fica em Ouro Preto (MG) e o outro, em Brasília, informou Leite.

    O projeto de Mangaratiba faz parte de planos do governo estadual do Rio para levar Internet a todo o Estado. A cidade vai integrar um corredor de municípios que terão redes WiMAX, o que aumenta a escala de usuários e compra de equipamentos, reduzindo custos, disse Leite.

    A Intel doou equipamentos para a rede. "O investimento não chegou à casa dos milhões de reais", disse Leite sem dar detalhes sobre os gastos da empresa no projeto.

    A montagem da rede foi organizada pela estatal de processamento de dados do Rio, Proderj, e pela brasileira Idea Valley. "Nosso interesse é criar um modelo que possa ser replicado em outras regiões, e não termos redes. Nos interessa incentivar o setor público na adoção da Internet sem fio", afirmou o executivo.

  • Reuters
    Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.