inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Conheça o laptop de US$ 100 do MIT

29 de setembro de 2005 10h07 atualizado às 11h53

Design facilita o uso e o transporte - a idéia é que os alunos possam levá-lo para casa. Foto: MIT/Divulgação

Design facilita o uso e o transporte - a idéia é que os alunos possam levá-lo para casa
Foto: MIT/Divulgação

O Massachusetts Institute of Technology (MIT) divulgou o design dos laptops de US$ 100 (R$ 224) e espera apresentar o protótipo em novembro, na Tunísia, durante o World Summit on Information Society (WSIS). A idéia de Nicholas Negroponte, chairman e co-fundador do Laboratório de Mídia do MIT, é colocar na mão das crianças um dispositivo flexível, durável e confiável, e que possa ser adaptado às mais diversas condições. O projeto está sendo avaliado pelo governo brasileiro. Outros alvos são China, Tailândia, Egito e África do Sul.

  • Veja as fotos
  • Brasil quer comprar laptop do MIT

    O laptop de US$ 100 do MIT pode ser dobrado em mais posições do que os notebooks atuais, podendo ser usado no colo, segurado como um e-book e pode ser transportado como se fosse uma lancheira. A alça, aliás, é o cabo de força. E em lugares onde não haja eletricidade, o laptop pode ser recarregado manualmente, com uma manivela. (veja as fotos). Segundo Negroponte, o laptop deve ser "absolutamente indestrutível", portanto, terá um revestimento emborrachado.

    O modelo tem processador de 500 MHz, monitor de cristal líquido de sete polegadas com tela preparada para facilitar o uso ao ar livre e resolução de 640 por 480 pixels, disco rígido de 5 Gb e sistema operacional Linux. Estão previstas quatro portas USB para o dispositivo.

    O estado de Massachusetts deve equipar as escolas com o laptop do MIT até o final de 2006. A produção do dispositivo é estimada por Negroponte entre 5 milhões e 15 milhões até o final de 2006 para os mercados inicialmente propostos. Até dezembro de 2007, diz ele, a produção deverá situar-se entre 100 milhões e 150 milhões - mais de três vezes a venda anual de laptops hoje.

  • Redação Terra