inclusão de arquivo javascript

Tecnologia

 
 

Google tem idiomas originais para quem cansou do básico

23 de fevereiro de 2006 10h12

Para os que querem variar no modo como fazem pesquisa no site que se tornou referência em ambientes de busca na Internet, o Google tem várias soluções "esquisitas". Caso você não tenha observado a lista de idiomas do sistema (www.google.com.br/language_tools?hl=pt-BR), existem diversas brincadeiras no meio das línguas ditas "sérias".

Os aficionados pela série de ficção científica americana Star Trek (Jornada nas Estrelas), vulgo "trekkers", por exemplo, podem aproveitar e entrar de vez no mundo alienígena fazendo suas consultas em uma interface escrita em língua klingon (www.google.com/intl/xx-klingon/), idioma falado pela raça que pregava a guerra e a honra no seriado e que ganhou diversos adeptos capazes de falar este pseudo-idioma fluentemente.

Já os mais interessados em tecnologia podem trocar a interface "careta" em português pela interface hacker (www.google.com/intl/xx-hacker/), baseada na linguagem que mistura códigos a palavras normais, freqüentemente utilizada em chats e em alguns blogs.

E quem gosta de reviver o mundo das animações e dos cartuns, duas possibilidades interessantes estão disponíveis: o Google nas confusas frases de Hortelino Troca-Letras (www.google.com/intl/xx-elmer/), o caçador gago dos desenhos do Pernalonga, ou então no idioma de Bork (www.google.com/intl/xx-bork/), o chef de cozinha imortalizado no seriado americano de bonecos, Os Muppets.

Fãs agora torcem para que o sistema crie também uma interface baseada no idioma élfico imortalizado no mundo de O Senhor dos Anéis, em alta desde que o filme foi lançado.

Magnet
Magnet