0

Bitcoin: revista diz ter encontrado criador da moeda virtual

Satoshi Nakamoto era considerado um pseudônimo e ninguém sabia quem ele realmente era

6 mar 2014
14h28
atualizado às 19h18
  • separator
  • comentários

O criador da moeda virtual Bitcoin, Satoshi Nakamoto, pode ter sido encontrado na Califórnia pela repórter Leah McGrath Goodman, da Newsweek. O nome do fundador da moeda era tido como um pseudônimo, mas segundo reportagem da revista, Satoshi Nakamoto é o seu nome verdadeiro. Até então, ninguém conhecia o fundador pessoalmente, e muitos desenvolvedores do Bitcoin nunca tinham nem falado com ele por telefone.

O verdadeiro Satoshi Nakamoto, segundo a publicação
O verdadeiro Satoshi Nakamoto, segundo a publicação
Foto: Newsweek

A jornalista encontrou diversos homens com este nome nos Estados Unidos, mas nenhum se encaixava no perfil procurado. O suposto fundador da plataforma teria mudado de nome em 1973 para Dorian Prentice Satoshi Nakamoto.

A repórter começou a abordar Nakamoto falando sobre modelos de trens, um hobbie do homem de 64 anos. Quando Leah começou a perguntar sobre o Bitcoin, ele não respondeu mais seus e-mails e nem atendeu suas ligações. A jornalista conseguiu um encontro com ele junto com a polícia, que disse que Nakamoto estava com medo de se envolver em problemas se falasse com ela. “Não estou mais envolvido com aquilo e não posso discutir sobre isso”, disse Nakamoto à repórter. “Foi entregue a outras pessoas, elas estão no comando agora. Eu não tenho mais nenhuma conexão”, completou.

Leah descreve Nakamoto como um homem humilde, com aparência desleixada, como se ele não tivesse dormido há semanas. Ela também foi à casa dele, e também a descreveu como humilde. A família dele o descreve como uma pessoa extremamente inteligente e muito discreta, tanto que nenhum dos parentes tinha ideia do assunto com que ele trabalhava. Os filhos eram proibidos de mexer em seu computador.

Depois da reportagem, diversos jornalistas começaram a seguir Dorian Prentice Satoshi Nakamoto para confirmar a história. De acordo com o editor de negócios do LA Times, ele negou ser o fundador do Bitcoin.

Por ser uma moeda virtual, o Bitcoin pode ser enviado para qualquer lugar do mundo e não é controlado por bancos ou outras instituições financeiras, a moeda reside em códigos. Por esse motivo, ela é vulnerável a roubos e fraudes, que têm ocorrido com mais frequência nos últimos meses. O valor dela caiu de mais de US$ 1.000 para cerca de US$ 600.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade