Internet

publicidade
30 de setembro de 2011 • 09h15 • atualizado às 09h18

Bom humor da manhã cai durante o dia, diz estudo no Twitter

Pesquisa com 2,4 milhões de usuários do microblog mostrou também que humor melhora no fim de semana
Foto: Getty Images
 

Pesquisadores analisaram 2,4 milhões de tuiteiros de 84 países e descobriram que os usuários do microblog começam o dia de bom humor, mas o ânimo vai diminuindo ao longo do dia, tendo novo pico no fim da noite. O estudo, divulgado pela Universidade de Cornell (EUA) na revista Science nesta sexta-feira, avaliou posts em um período de dois anos e identificou padrões também durante a semana e as estações do ano, segundo informações do New York Times.

Os autores do estudo, os sociólogos Scott Golder e Michael Macy, coletaram 400 tweets de cada um dos usuários pesquisados. Nos posts, feitos entre fevereiro de 2008 e janeiro de 2010, um programa de computador associou palavras como "ótimo" e "concordo" a ânimos positivos, enquanto "incomodar" e "medo" foram relacionadas ao mau humor. Os emoticons, ícones como :) e :-( também foram usados como parâmetro.

Os 7% de usuário classificados como "notívagos" foram responsáveis pelo pico de mensagens alegres postadas no horário próximo da meia-noite ou mais tarde, enquanto os 16% de pessoas que acordam muito cedo revelaram uma alta de bom humor logo no início da manhã. À parte esses dois extremos, os dados médios de cada país apontam que os posts positivos costumam aparecer entre 6h e 9h, caem ao longo do dia até o ponto mais baixo entre 15h e 16h, e voltam a subir depois do horário do jantar. No sábado e no domingo o padrão é registrado duas horas depois, com picos às 9h e às 21h, o que é associado ao fato de as pessoas dormirem até mais tarde e ficarem mais tempo acordadas à noite.

O fim de semana também foi apontado como o momento mais feliz dos ciclos de sete dias, padrão que se mantém nos dias de folga, em países onde normalmente se trabalha no sábado e no domingo. Os primeiros dias úteis registraram os menores índices de alegria.

"As pessoas até então supunham que o bom humor diminuía porque as pessoas odiavam seus empregos, mas se isso fosse verdade, o padrão seria diferente nos fins de semana", avalia Golder. A análise sugere, portanto, que o humor das pessoas seria em parte determinado por um ritmo biológico compartilhado socialmente, independente da cultura e do local do usuário.

Além disso, o estudo refutou, em certa medida, as associações de mau humor com o período mais curto de sol no inverno, uma vez que o padrão de posts negativos se mantém entre o verão e a estação mais fria do ano. Por outro lado, as mensagens positivas aparecem em maior número na época próxima à primavera, e em menor número na próxima ao outono, o que os pesquisadores avaliam ser devido a uma euforia e uma tristeza antecipadas pelos dias mais longos e curtos que estão para chegar.

Apesar de louvarem os resultados do estudo, pesquisadores de outras universidades alertam para o fato de que o Twitter, rede social que reúne muitos jovens e pessoas altamente conectadas, pode ser uma fonte um tanto distorcida para os dados. "Os tweets podem nos mostrar mais sobre o que o usuário acha que seus seguidores querem ouvir, em vez do que ele realmente está sentindo", pondera o psicólogo da Universidade de Harvard (EUA) Dan Gilbert. Os autores da pesquisa afirmam que consideraram essas limitações e tentaram diminuir seus efeitos na elaboração do estudo.

Terra Terra