0

Brasil e Peru disputam com a Amazon registro de domínio online

29 nov 2012
17h27
atualizado às 17h31

Brasil e Peru entraram em um impasse com a Amazon, maior varejista online do mundo, envolvendo o registro do domínio ".amazon". Os países estão tentando bloquear a aquisição do domínio por parte da empresa e já registraram uma notificação na Icann (Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números), o organismo que controla a internet. A liberação do domínio que utiliza o nome em inglês da maior floresta tropical do mundo está sendo formalmente contestada.

Em sua queixa, os governos de ambas as nações advertem que, se a gigante do comércio online registrar o domínio em seu nome, isso "impediria a utilização do domínio para fins de interesse público relacionados à proteção, promoção e conscientização em assuntos relacionados ao bioma amazônico". A maior parte das florestas está em território brasileiro, seguido pelo Peru, chegando a um total de 73% da Amazônia contido entre os dois países.

Um porta-voz da Icann informou ao GlobalPost que acredita na possibilidade de que as nações sul-americanas saiam vitoriosas dessa disputa: "teria de dizer que sim, há uma possibilidade de que o domínio não seja aprovado. Há um processo em andamento e ainda estamos trabalhando nisso", afirmou Andrew Robertson. "Sempre se soube que poderia gaver objeções por parte de governos", acrescentou o porta-voz.

Brasil e Peru estão entre os 40 países que são membros do Comitê Consultivo para Assuntos Governamentais da Icann, órgão estabelecido a fim de dar voz aos países quanto à evolução do sistema de domínios online, particularmente dos novos nomes de domínios genéricos de nível superior, os gTLDs, que, além de ".amazon", podem incluir novidades como ".gay" and ".islam".

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade