0

Confira as principais aquisições feitas pelo Yahoo!

Principal objetivo é revitalizar a marca e atrair uma nova geração de usuários, diz Marissa Mayer, CEO da empresa

21 mai 2013
17h54
atualizado às 18h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Quando assumiu Yahoo!, usuários pediram à Marissa para tornar o Flickr "incrível de novo"
Quando assumiu Yahoo!, usuários pediram à Marissa para tornar o Flickr "incrível de novo"
Foto: AFP

O Yahoo! anunciou na última segunda-feira a compra da plataforma de microblogs Tumblr por US$ 1, 1 bilhão. A compra movimentou o setor de tecnologia e deum um novo ânimo ao Yahoo!, que busca revitalizar a marca, atrair uma nova geração de usuários e melhorar os serviços existentes afirma Marissa Mayer, CEO da empresa. Ela ainda deixou claro que Yahoo! e Tumblr seguirão de forma independente, sem interferência direta. Marissa publicou no seu Tumblr: "prometemos não estragar tudo". Porém, ao longo dos anos, a companhia fez outras aquisições que nem sempre deram o resultado esperado.
Confira as principais aquisições feitas pelo Yahoo!

Geocities (1999)
Em 1999, o Yahoo! comprou o Geocities por quase US$ 3 bilhões - um serviço gratuito que hospedou mlhares de páginas pessoais e nos anos 90 era o terceiro site mais visitado do mundo. O Yahoo! desativou o serviço em 2009.

Broadcast.com (1999)
O Yahoo! pagou mais de US$ 5 bilhões pela empresa de rádio para internet em 1999.  Também não houve um retorno financeiro satisfatório.

Flickr (2005)
O site de compartilhamento de fotos se juntou a lista de aquisições da empresa de Internet em 2005.Os problemas de gerenciamento foram marcantes para a derrocada do do Flickr. Na última segunda-feira, Mayer divulgou uma série de mudanças no site na busca de recuperar o prestígio entre os usuários e para entrar forte na briga com rivais como o Facebook 's Instagram. Os termos do acordo não foram divulgados, embora algumas publicações informem que o Yahoo! pagou cerca de US$ 35 milhões.

Alibaba Group (2005)
O Yahoo! pagou US$ 1 bilhão por 24% do capital fechado do Alibaba Group, maior empresa de e-commerce chinesa. Este é um negócio rentável para a empresa, pois, segundo dados, notrimestre encerrado em dezembro de 2012, o lucro líquido do Alibaba Group foi de US$ 642,2 milhões.

Veja também:

Como a Tesla fez de Musk a 2ª pessoa mais rica do mundo
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade