1 evento ao vivo

Empresa obriga tuiteiro a trocar avatar por uso de logotipo

8 mai 2012
16h36
atualizado às 19h17
  • separator
  • comentários

Um usuário do Twitter foi obrigado a trocar seu avatar na rede social após a Mercur, fabricante de artigos de borracha, notificá-lo sobre o uso indevido da marca. Ele usava o logotipo da empresa, famosa pela produção de borracha escolar, como imagem no seu perfil. Em uma notificação enviada por e-mail ao especialista em marketing online Iberê Rodrigues, 31 anos, o advogado da companhia pediu a troca da imagem do perfil "tendo em vista os potenciais danos que podem ser causados à imagem de nossa cliente, construída ao longo de décadas".

"A primeira coisa que eu fiz quando recebi a notificação foi tentar me certificar de que realmente ela era real, porque eu achei que aquilo só pudesse ser brincadeira", afirmou Rodrigues ao Terra . Na notificação, a empresa afirma que, como Rodrigues é blogueiro e tuiteiro e suas mensagens têm grande alcance, o uso indevido da marca alcança proporções de mercado, "não sendo mais um mero uso individual e desvencilhado de possíveis interesses econômicos".

Em nota enviada ao Terra , a empresa seu objetivo foi "sempre movido pela intenção de conservar o bom uso de sua marca" e não quis gerar constrangimento. "Pelo fato de a empresa não estar presente nas mídias sociais, a partir do momento que se deparou com o uso de sua logomarca sem a devida autorização, a preocupação da Mercur foi evitar que o perfil de Iberê Rodrigues pudesse ser visto como o oficial da empresa", afirmou a companhia.

O usuário conta que resolveu usar a imagem quando criou o perfil no Twitter. "O @zambinos escreveu uma história já faz uns dez anos sobre um menino que estudava na escola dele e era a cara do homenzinho da Mercur, quando de perfil, essa história ficou na minha cabeça", afirma. "Eu sempre gostei da imagem do homenzinho da Mercur. É meio obscura mas ao mesmo tempo as pessoas lembram dela, ao vê-la. Quando eu compartilhei no Twitter que a Mercur queria que eu mudasse o avatar, muita gente se mostrou surpresa com o fato da empresa ainda existir", afirma.

Apesar de se ver obrigado a trocar sua imagem, Rodrigues brinca com a situação. "Se eles não querem mais que eu faça propaganda de graça pra eles, então resolvi tirar a marca do avatar e estou alugando o espaço para marcas que tenham interesse em anunciar lá. Estou alugando também o fundo de tela do meu perfil, caso alguém tenha interesse", disse.

Além da questão do avatar, a Mercur acusa ainda o usuário de ter criado um perfil falso da companhia na rede de microblogs, o que ele nega. Na notificação, a companhia afirma que o perfil criado aponta para "uma clara situação de atos de má-fé, de violação de marca e de danos à imagem da empresa MERCUR". "Esse perfil não é meu, eu nunca quis me passar pela Mercur. Ironicamente, esse perfil foi criado por alguém (não sei quem) justamente para brincar comigo, fazendo se passar pela Mercur e dizendo que ia me processar. Algumas semanas depois, vem a Mercur de verdade e me envia essa notificação", contou ao Terra .

Na nota, a companhia se desculpou pela acusação do perfil falso. "Com relação ao perfil @mercurborrachas, baseado na informação de Iberê Rodrigues, de que este não lhe pertence, nos desculpamos pelo ocorrido e confirmamos que a empresa já está empenhada em localizar este usuário para contatá-lo", diz o texto.

Rodrigues lamentou a atitude da empresa. "Eu achei que foi uma oportunidade perdida para a Mercur: eles poderiam ter criado um perfil oficial no Twitter e conversado comigo, poderiam ter gerado um buzz positivo. O nome da empresa chegou a ficar em primeiro lugar nos Trending Topics do Brasil", disse. "Eles só ganharam minha antipatia e de muitos usuários do Twitter", afirma.

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade